Sérgio Neves/AE
Sérgio Neves/AE

Zaga do Santos se diz pronta para tentar parar Ronaldo

Fabiano Eller e Fabão terão a missão de impedir o Fenômeno de balançar as redes no confronto de domingo

Agencia Estado

24 de abril de 2009 | 20h58

SANTOS - O trabalho de parar Ronaldo será de Fabiano Eller e Fabão. A dupla de zaga do Santos já foi colocada em xeque na semifinal do Paulistão, contra o Palmeiras, quando enfrentou Keirrison. Mas o atacante palmeirense passou em branco no jogo do Palestra Itália, o que eles esperam fazer agora com o corintiano, domingo, na Vila Belmiro.

Veja também:

linkJogadores pendurados preocupam Santos para final

linkTécnico do Santos crê em Corinthians defensivo na Vila

linkMancini testa volante Adriano ao lado de Germano

linkNo Santos, Adriano se diz pronto para a decisão

forum VOTE - Qual time vai ser o campeão paulista de 2009?

especialSantos x Corinthians, o mais antigo clássico paulista

especialDê seu palpite no Bolão Vip do Limão

"Ronaldo sempre vai ser Ronaldo. Tem que tomar cuidado, todos os jogadores são bons, mas principalmente ele. Falaram dele e deram combustível. Não podemos dar combustível para o Ronaldo", alertou Fabão, citando as declarações de Carlos Augusto de Barros e Silva, vice-presidente de futebol do São Paulo, que chamou o corintiano de "ex-jogador".

Fabão ganhou a posição de titular no decorrer do Campeonato Paulista. Bateu a concorrência de Domingos quando não se esperava mais que jogasse pelo Santos - no início do ano, a diretoria contratou dois zagueiros (Paulo Henrique e Astorga), mas nenhum deles conseguiu se firmar, dando chance para o veterano.

"Quando você corre atrás dos seus objetivos, alcança. Eu chegava em casa e falava pra minha esposa que nada dava certo. Não queria ser emprestado, e ninguém sabia o que estava acontecendo com o Fabão. Ninguém sabia o tanto que eu estava sofrendo", lembrou o zagueiro, que deu a volta por cima após a chegada do técnico Vágner Mancini.

O trabalho deverá ser ainda maior para os zagueiros na primeira final porque o Santos não terá a dupla titular de volantes. Roberto Brum está suspenso e Rodrigo Souto, machucado. "De preferência, não podemos a bola chegar nele. Mas Ronaldo é um jogador que precisa ser vigiado de perto. É como o Romário, se tiver um segundo de desatenção...", avisou Fabiano Eller.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.