Zagallo melhora, mas ainda preocupa

É preocupante a situação do coordenador-técnico da seleção brasileira, Mário Jorge Lobo Zagallo. Ele está internado desde a noite de terça-feira no Hospital Samaritano, na zona sul do Rio, para onde foi levado após sofrer uma indisposição estomacal, seguida de vômitos e enjôo. Zagallo está num quarto privativo e vem sendo submetido a uma série de exames para que os médicos consigam definir o que deu origem ao problema. De acordo com boletim divulgado hoje pelo Samaritano, Zagallo teve uma melhora no estado clínico. Mas "os exames realizados não haviam sido conclusivos". A primeira endoscopia a que se submeteu, na quarta-feira, não foi satisfatória e hoje o coordenador ficou de repetir o exame. O médico da seleção brasileira, José Luiz Runco, visitou o amigo hoje, e disse que está "ansioso" pelo diagnóstico definitivo. "Quanto mais rápido, melhor, para que comece o tratamente efetivo." Os dois conversaram sobre futebol por alguns minutos. "Ele perguntou sobre o Flamengo e me disse que estaremos juntos para a conquista do hexa." Zagallo está recebendo soro e já teria superado o quadro de desidratação que apresentava quando chegou ao hospital. Ele perdeu mais de três quilos somente na terça-feira. O coordenador tem 73 anos e sofre de problemas cardíacos. Segundo a direção do Samaritano, não há previsão de alta do paciente. Hoje, circulou a informação pelo hospital de que ele poderia ser submetido a uma cirurgia. O procedimento, porém, não foi confirmado pelos médicos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.