Zagallo vai ganhar estátua no Maracanã

Na festa que premiou os melhores do Campeonato Carioca, o maior homenageado foi o coordenador-técnico da seleção, Zagallo, que ganhou de presente a promessa de ter uma estátua erguida no Maracanã, ainda em 2005. A comemoração que ocorreu no Palácio das Laranjeiras, residência oficial da governadora Rosinha Garotinho, ainda assegurou aos torcedores do Rio a renovação do contrato da promoção Gol de Placa para o Campeonato Brasileiro, onde ingressos continuarão sendo trocados por notas fiscais acompanhadas da compra de um bilhete de raspadinha no valor de R$ 1,00. "Estou arrepiado. Não sabia que iria ser homenageado. É como se estivesse levantando outra copa do mundo", disse Zagallo, surpreendido pelo anúncio de Rosinha. "Fico muito grato. E todos quando virem a estátua podem ter a certeza de que ela estará representando o povo brasileiro." Na cerimônia, foram premiados os melhores jogadores do Carioca. No total, a seleção do campeonato foi formada por quatro atletas do campeão Fluminense, três do vice-campeão, Volta Redonda, além de dois do Flamengo, um do Vasco e outro do Botafogo. O time escolhido foi Lugão (Volta Redonda); Gabriel (Fluminense), Júnior Baiano (Flamengo), Fabiano Eller (Fluminense) e Juan (Fluminense); Túlio (Botafogo), Marcão (Fluminense), Gláuber (Volta Redonda) e Renato (Flamengo); Alex Dias (Vasco) e Túlio (Volta Redonda). O técnico eleito foi Dário Lourenço, do Volta Redonda. A premiação por ter sido o craque da competição foi entregue ao lateral-direito do Fluminense, Gabriel, ex-São Paulo. A revelação também foi outro lateral-direito, Schneider, do Volta Redonda, que já acertou sua transferência para o Tricolor. Um episódio que marcou a cerimônia foi a recusa de Dário Lourenço em receber os cumprimentos do árbitro Edilson Soares da Silva, eleito o melhor juiz. O técnico do Volta Redonda afirmou que apesar de considerar Silva um bom profissional, não iria apertar sua mão porque achou sua atuação na decisão de domingo um equívoco.

Agencia Estado,

19 Abril 2005 | 19h50

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.