Zagueiro Alex Silva festeja bom retorno pelo São Paulo

Depois de ficar cinco meses afastado por causa de lesão, jogador brilha no clássico contra o Palmeiras

Marcius Azevedo, Jornal da Tarde

15 de abril de 2008 | 19h46

Foram longos cinco meses de espera, mas valeu a pena. O zagueiro Alex Silva voltou ao time do São Paulo na vitória sobre o Palmeiras por 2 a 1, depois de se recuperar de uma lesão no joelho direito, e deu esperança ao torcedor são-paulino de chegar à final do Campeonato Paulista. Com o jogador em campo, o São Paulo mostrou novamente o futebol eficiente do ano passado, quando conquistou com autoridade e antecedência o título brasileiro. Veja também: Vote: o gol de mão de Adriano foi intencional?   Vote: quem disputará a final do Paulistão?  Serviço: para quem vai ao clássico no Palestra Lista de árbitros para sorteio das semis do Paulistão não muda Ingressos esgotados para Palmeiras x São Paulo "Às vezes, você coloca apenas um jogador e modifica o time todo", afirmou o técnico Muricy Ramalho. "Com o Alex ganhamos saída pelo lado direito. O André (Dias) joga ali, mas não sai muito". A verdade é que com o retorno do zagueiro o treinador pôde, enfim, escalar uma formação que deu certo no ano passado. Além do trio defensivo, Richarlyson saiu da lateral e atuou de volante (função que exerce melhor) ao lado de Zé Luís. A dupla deu mais proteção aos zagueiros. "Temos que enaltecer o desempenho dos dois volantes", disse Alex Silva. "O meu retorno foi importante para o time, mas fizemos um bom jogo por causa do desempenho de todos." Para o zagueiro, o São Paulo resgatou algo que estava perdido. "O time teve outra pegada. Foi o time dos últimos anos, vitorioso". O rendimento no clássico surpreendeu o próprio jogador. "Não esperava voltar tão bem. Foram cinco meses sem jogar e entrei em um jogo complicado, que é de sempre de muita pegada, mas acho que fui bem." O técnico Muricy Ramalho é só elogios. "Eu já tive uma contusão como essa. Por isso, observei o Alex de perto. Sabia que poderia colocá-lo neste jogo sem prejuízo para ele". O treinador afirmou que o retorno contra o Palmeiras foi estudado e planejado pela comissão. "Era para ser neste jogo. Se fosse para forçar, eu colocaria o Alex contra o Audax." A escalação foi confirmada no sábado, na concentração. "Eu perguntei para ele: 'Está confiante'? Ele disse que sim e avisei que então ia jogar." Alex Silva agradeceu aos elogios do treinador e também dos companheiros, mas sabe que precisa melhorar. "Ainda estou um pouco durão." O que não é nada para quem ficou cinco meses sem jogar. "O mais importante é ter voltando. Estou muito feliz mesmo, é bom estar em campo, ajudar o São Paulo... Conseguimos uma boa vitória e agora temos que manter esta pegada para o jogo no Palestra."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.