Zagueiro australiano aposta em surpresa contra a Itália

O zagueiro australiano Lucas Neill acredita que sua seleção pode complicar a vida da Itália no jogo desta segunda-feira, em Kaiserslautern, pelas oitavas-de-final da Copa do Mundo. Ele mira-se no exemplo da partida contra o Brasil, que a equipe perdeu por 2 a 0, mas só levou gols na etapa final - o segundo, já nos acréscimos."Jogamos contra os atuais campeões e os fizemos suar. É um jogo que podia ter terminado com outro resultado. Não tivemos medo do Brasil e não teremos da Itália", prometeu o jogador, que reconhece, no entanto, uma disparidade de forças no duelo. "Será uma espécie de confronto entre Davi e Golias", comparou.O técnico Guus Hiddink, que tem histórico positivo contra a Itália em oitavas-de-final - era o comandante da Coréia do Sul na histórica vitória por 2 a 1, de virada, na morte súbita, em 2002 -, é menos falastrão. "Reconhecemos que a Itália é mais forte, eles mudaram muito desde a última Copa. Jogam mais no ataque, praticam um futebol mais moderno", afirmou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.