Arquivo/AE
Arquivo/AE

Zagueiro Cannavaro é pego em exame antidoping

Jogador da Itália disse que tomou medicamento à base de cortisona para tratamento de picadas de inseto

AE-AP, Agencia Estado

08 de outubro de 2009 | 14h59

O zagueiro italiano Fabio Cannavaro, da Juventus, teve o uso de cortisona flagrado em exame antidoping. O clube de Turim informou nesta quinta-feira que o resultado foi causado pelo uso de um medicamento à base da substância, que serviria para o tratamento de picadas de insetos para evitar inflamações.

especialDê seu palpite no Bolão Vip do Limão

Em nota oficial divulgada nesta quinta-feira, o Comitê Olímpico Italiano (Coni) informou que o procurador-chefe do gabinete antidoping da entidade, Ettore Torri, irá ouvir o quanto antes o atleta e o médico responsável pelo medicamento.

"O comitê para isenção para fins terapêuticos do Coni solicitou a integração do certificado do médico que efetuou a terapia ou do Pronto Socorro. Neste meio tempo, o atleta foi submetido a exame antidoping com resultado adverso", diz o comunicado.

Em 2005, Cannavaro já havia se envolvido em uma polêmica quando foi divulgado um vídeo feito na véspera da final da Copa Uefa de 1999, quando atuava pelo Parma. O zagueiro aparecia recebendo uma injeção na veia no quarto de um hotel em Moscou. O jogador alegou que se tratava de Neoton, um cardiotônico que não fazia parte da lista de substâncias proibidas.

Cannavaro, capitão da Itália na Copa do Mundo de 2006, já estava suspenso da partida da seleção italiana contra a Irlanda, neste sábado, pelas Eliminatórias do Mundial de 2010. No entanto, o jogador deve entrar em campo na próxima quarta-feira para o confronto com o Chipre.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.