Andrew Yates/EFE/EPA
Andrew Yates/EFE/EPA

Zagueiro do City revela que perdeu o pai minutos depois de marcar na Liga dos Campeões

Nathan Aké contou nas redes sociais que seu pai estava muito doente e não havia mais tratamento possível. 'As últimas semanas foram as mais difíceis da minha vida', disse o holandês.

Redação, O Estado de S.Paulo

16 de setembro de 2021 | 15h17

O zagueiro holandês Nathan Aké revelou após a vitória do Manchester City sobre o RB Leipzig na Liga dos Campeões que seu pai, Moise Aké, morreu minutos depois do gol que marcou, o primeiro da equipe inglesa na goleada por 6 a 3.

O jogador compartilhou detalhes da situação nas redes sociais. "As últimas semanas foram as mais difíceis da minha vida, meu pai estava muito doente e não havia mais tratamento possível. Tive a sorte de ter muito apoio da minha noiva, família e amigos", disse.

Aké revelou que o pai faleceu em paz ao lado de sua mãe e irmão. "Talvez fosse para ser, me ver jogar sempre o deixava orgulhoso e feliz. Eu sei que você está sempre comigo, você sempre estará no meu coração e este foi para você pai", afirmou. 

O Manchester City liberou o atleta nesta quinta para apoiar a família. Ele recebeu a notícia da morte do pai após o jogo no Etihad Stadium e preferiu não avisar os companheiros de time. Há duas semanas, Aké já havia se afastado do clube por conta do quadro de saúde do pai. 

City e Leipzig fizeram grande partida de nove gols nesta quarta. Além do zagueiro holandês, Mukiele (contra), Mahrez, Grealish, Cancelo e o brasileiro Gabriel Jesus balançaram a rede pelo lado inglês. O francês Nkunku, ex-Paris Saint-Germain, foi o responsável por marcar os três tentos do time alemão. Com o empate entre PSG e Club Brugge, a equipe de Pep Guardiola lidera o Grupo A da Liga dos Campeões, com três pontos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.