Zagueiro do Vasco lamenta saída de Vágner Mancini

O zagueiro Fernando saiu em defesa do técnico Vágner Mancini, demitido após a derrota para o Americano por 3 a 2, e dividiu a responsabilidade pelos fracos resultados do Vasco com todo o grupo de jogadores.

SÍLVIO BARSETTI, Agencia Estado

25 de março de 2010 | 19h14

"Todos aqui gostam muito dele, são coisas do futebol, mas a culpa pelos últimos resultados é de todos, incluindo nós, jogadores", declarou o defensor, nesta quinta-feira, lamentando que o técnico nem teve tempo de se despedir do grupo.

Mancini foi demitido ainda em São Januário, na madrugada desta quinta. Para sair do estádio sem falar com a imprensa, ele seguiu por um corredor escuro e pegou um táxi. Torcedores danificaram parcialmente a porta do vestiário do time com pontapés, na tentativa de invadir o local, antes da saída do treinador.

O Vasco não anunciou o substituto oficial do treinador. Para o clássico deste domingo contra o Fluminense, o técnico dos juniores, Gaúcho, deve dirigir a equipe. O ex-zagueiro Jorge Luiz, que trabalha na comissão técnica, também pode ser chamado para ajudar.

Certo é que o Vasco não poderá contar com Fernando e com o volante Léo Gago, suspensos pelo terceiro cartão amarelo. Em compensação, o meia Philippe Coutinho voltará ao time.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.