Zagueiro do Werder Bremen pede desculpas por gesto de ameaça a rival

Papy Djilobodji levou multa de 15 mil euros e suspenso por 2 jogos

Estadão Conteúdo

25 de março de 2016 | 11h05

O zagueiro Papy Djilobodji, do Werder Bremen, levou multa de 15 mil euros e foi suspenso por dois jogos na quarta-feira por causa de um gesto considerado ofensivo a um rival, durante jogo contra o Mainz, em rodada do Campeonato Alemão. Nesta sexta-feira, ele veio a público pedir desculpas por sua atitude.

O senegalês escreveu um pedido de desculpas divulgado pelo Werder. Nele, Djilobodji dizia sentir muito "por todos os fãs de futebol" e admitia que seu gesto "não pertence ao esporte nem dentro de campo e nem fora".

Djilobodji, cedido pelo Chelsea por empréstimo ao Werder, fez um gesto que simulava "degola" ao levar o dedão da mão direita ao pescoço. Era uma resposta do jogador ao meia Pablo De Blasis, após sofrer uma entrada dura no meio de campo. A partida foi disputada no sábado e terminou em empate de 1 a 1.

O gesto passou em branco durante o jogo porque a arbitragem não constatou a ameaça. Mas o tribunal esportivo da Federação Alemã de Futebol flagrou o lance por meio de vídeo e puniu o defensor do Werder com uma multa equivalente a R$ 61 mil.

Além disso, ele foi suspenso por dois jogos. Na prática, ficará afastado por três partidas porque já estava sancionado com um jogo de gancho, por ter acumulado cartões amarelos. Tentando se afastar da zona de rebaixamento no Alemão, o Werder não terá seu zagueiro nas partidas contra Borussia Dortmund, Augsburg e Wolfsburg.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.