Tony Obrien/Reuters
Tony Obrien/Reuters

Zagueiro francês do West Ham é processado por maus-tratos contra gato

Kurt Zouma aparece em vídeo postado nas redes sociais chutando e batendo no próprio animal de estimação; associação do Reino Unido abriu processo contra o jogador

Redação, O Estado de S.Paulo

16 de março de 2022 | 17h45

Em fevereiro, um vídeo que circulou pelas redes sociais mostrava o francês Kurt Zouma, zagueiro do West Ham, agredindo seu gato de estimação, a chutes e pontapés. Um mês depois, após avanços nas investigações, a RSPCA (Royal Society for the Prevention of Cruelty to Animals) abriu procedimentos legais contra o jogador e o irmão, Yoan.

"Após uma investigação completa e profunda, iniciamos a instauração de um processo contra Kurt Zouma e Yoan Zouma (seu irmão) sob a Lei de Bem-Estar Animal", afirmou a RSPCA em comunicado. 

Logo após o incidente, a organização também passou a cuidar dos dois gatos que pertencem a Zouma, e continua a fazer desde então. Segundo a entidade, mais informações, a respeito do processo e dos gatos, serão trazidas a público assim que a data do julgamento for revelada.

O West Ham multou o zagueiro no valor equivalente a duas semanas de salário, mas David Moyes, técnico da equipe, seguiu escalando o jogador sempre que possível. Com o anúncio do processo, o clube apenas comunicou que "está ciente do comunicado da RSPCA e das investigações que envolvem Kurt Zouma".

"Kurt continua a cooperar totalmente, apoiado pelo clube. É nosso entendimento que os gatos de Kurt foram examinados por um veterinário, estão bem de saúde e não sofreram lesões físicas. Por razões legais, nem Kurt nem o clube farão mais comentários neste momento", afirmou o West Ham.

A seleção francesa também anunciou que o jogador será considerado em futuras convocações, mas que quaisquer novos incidentes serão "devastadores", tanto para o jogador quanto para o seu clube, o West Ham.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.