Eddie Keogh/Reuters
Eddie Keogh/Reuters

Zagueiro John Terry revela desejo de servir ao Exército

'Eles nos admiram, mas eu gostaria de fazer o que eles fazem', revelou o capitão da seleção inglesa

AE, Agencia Estado

25 de março de 2009 | 11h40

O zagueiro John Terry, capitão do Chelsea e da seleção inglesa, afirmou em um encontro da com militares britânicos, que admira o trabalho do exército e que gostaria de poder servir a seu país.

"Eles [soldados] amam o futebol. Eles nos admiram, mas eu gostaria de estar em seu lugar e fazer o que eles fazem. Eles são brilhantes em seu trabalho", disse Terry. "Claro que adoraria [servir], pôr minha vida a serviço de meu país", disse o jogador ao jornal inglês Daily Telegraph.

A Força Aérea Real, o Exército e a Marinha da Grã-Bretanha assistiram ao treino de preparação da Inglaterra para um amistoso contra a Eslováquia, no próximo sábado, e para a partida diante da Ucrânia, no dia 1.º de abril, válida pelo Grupo 6 das Eliminatórias da Copa do Mundo de 2010, na África do Sul.

Rio Ferdinand, do Manchester United e companheiro de Terry na defesa inglesa, resumiu o sentimento da equipe ao ver os militares. "São heróis. Para nós, é um privilégio encontrá-los", comentou.

A Inglaterra lidera o Grupo 6 das Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2010, com 12 pontos. Croácia e Ucrânia, com sete pontos cada, aparecem na segunda posição. Somente o primeiro colocado de cada grupo tem lugar certo na Copa - os oito melhores segundos disputam quatro vagas em um playoff.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.