JB Neto/Estadão
JB Neto/Estadão

Zagueiro Lúcio prevê 'clima de guerra' contra o Atlético-MG pela Libertadores

Defensor enfatiza a importância que esse jogo tem para a temporada do São Paulo

AE, Agência Estado

16 de abril de 2013 | 16h38

SÃO PAULO - Embora o Atlético-MG esteja classificado por antecipação às oitavas de final da Copa Libertadores, e com a melhor campanha geral da primeira fase já assegurada, o zagueiro Lúcio afirmou nesta terça-feira que está esperando por um "clima de guerra" diante do rival, nesta quarta, às 22 horas, no Morumbi, onde o São Paulo precisará vencer para ter chances de seguir vivo na Copa Libertadores.

E o defensor falou sobre o que espera para o duelo ao comentar o seu poder de liderança sobre o resto do elenco, até pelo fato de que já disputou três Copas do Mundo como titular da seleção brasileira e tem larga experiência internacional.

"No dia a dia e nos treinamentos, a gente procura passar essa garra para eles. Pressão todo jogo tem, mas esse terá uma maior e o clima será de guerra. Temos que entrar em campo e transmitir ao torcedor que temos condições de vencer. Acreditar até o final, porque será uma batalha dura. Vamos no limite e faremos o nosso melhor", ressaltou Lúcio, que enfatizou a importância que esse jogo de quarta tem para a temporada do São Paulo, cujos torcedores costumam tratar a Libertadores como uma obsessão.

"Eles (atleticanos) têm jogadores de qualidade, mas esperamos fazer uma boa partida. Em campo, vamos nos dedicar e brigar até o fim em busca da vitória. Para nós, esse jogo é encarado como uma decisão. A vitória trará mais confiança e o espírito tem que ser esse", destacou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.