Zagueiro Lugano é detido em aeroporto

O zagueiro uruguaio Diego Lugano, do São Paulo, está detido neste momento, no escritório da Polícia Federal instalado no Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo, por ?desacato a autoridade?, segundo explicações dos policiais. O jogador estava com os demais atletas do Tricolor na fila de embarque para o Equador - onde amanhã o time enfrenta a Liga Deportiva Universitária (LDU) pela Copa Libertadores da América - quando se desentendeu com um agente.Por ser estrangeiro, Lugano teria de preencher documentos diferentes dos demais integrantes da delegação e os problemas começaram a partir daí. De acordo com o agente, ele teria se recusado a obedecer determimada fila e, ao ser orientado sobre o procedimento, o teria desacatado. Testemunhas, no entanto, dizem que o jogador teria ficado irritado porque teria sido mandado para o final de uma fila. Depois de um diálogo áspero com o agente, Lugano foi retirado do saguão e levado para o escritório da PF. Ao lado do presidente do São Paulo, Marcelo Portugal Gouvêa, o ex-presidente da OAB, Carlos Miguel Aidar, está tentanto liberar o atleta. A delegação do São Paulo deveria deixar o aeroporto em vôo fretado às 9 horas, mas depois de meia hora de atraso, os dirigentes decidiram partir sem Lugaño. O jogador deverá seguir para o Equador em um vôo de carreira, programado para as 13 horas. Antes disso, deverá ser ouvido em depoimento.

Agencia Estado,

03 de março de 2004 | 09h30

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.