Zagueiro marca dois, Goiás bate Chapecoense e mantém chance de evitar degola

Eficiente nas bolas paradas, o Goiás venceu por 3 a 1 a Chapecoense, na Arena Condá, em Chapecó (SC), neste domingo, e manteve as suas chances de permanecer na Série A do Campeonato Brasileiro. Fred, duas vezes, e Erik marcaram para os esmeraldinos. Túlio de Melo descontou. Com a derrota, os catarinenses caíram para 14.º lugar, com 47 pontos. O Goiás permanece em 19.º, com 38, três pontos atrás do Avaí, primeiro fora da zona da degola.

ALINE TORRES, ESPECIAL PARA A AE, Estadão Conteúdo

29 Novembro 2015 | 20h20

Diante de um torcedor empolgado com a campanha da equipe em 2015, a Chapecoense viu os visitantes dominarem o primeiro tempo. O primeiro gol foi marcado aos 28 minutos, em cobrança de pênalti de Erik. Menos de cinco minutos depois e o Goiás ampliou. Fred cobrou falta com perfeição e acertou o ângulo de Nivaldo.

Os catarinenses tentaram reagir aos poucos, com chutes de Camilo e Cleber Santana, mas o goleiro Renan apareceu para manter o placar favorável para os visitantes ao final do primeiro tempo.

De volta do intervalo, a Chapecoense precisou apenas de um minuto para descontar o placar. Túlio de Melo aproveitou cobrança de Cleber Santana e mandou para as redes de cabeça.

Mas a reação foi contida pelo Goiás, que voltou a ameaçar a meta de Nivaldo. Primeiro foi Ygor, chutando de longe, e depois Liniker, que desperdiçou boa chance. Mas a tarde era de Fred. O zagueiro foi certeiro em mais uma cobrança de falta, aos 32 minutos, e garantiu a vitória esmeraldina.

Na última rodada, domingo, dia 6 de dezembro, às 17h, a Chapecoense encara o Atlético-MG, em Minas Gerais. O Goiás joga em casa contra o São Paulo, que briga para assegurar sua vaga no G4. Se vencer, o time goiano tem de torcer por tropeços de Avaí, Figueirense e Vasco para permanecer na Série A em 2016.

FICHA TÉCNICA

CHAPECOENSE 1 X 3 GOIÁS

CHAPECOENSE - Nivaldo; Apodi, Vilson, Thiego, Dener Assunção; Gil (Nenén), Cleber Santana, Camilo; Maranhão (Wiliam Barbio), Ananias e Túlio de Melo. Técnico: Guto Ferreira.

GOIÁS - Renan; Gimenez (Gelson), Alex Alves, Fred, Rafael Forster; Ygor, Patrick, William Kozlowski (Deivid Duarte), Liniker (Juliano); Bruno Henrique e Erik. Técnico: Danny Sergio.

GOLS - Erik, aos 28, e Fred, aos 32 minutos do primeiro tempo; Túlio de Melo, a 1 minuto, e Fred, aos 32 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Maranhão, Cleber Santana, Apodi, Vilson e Dener Assunção (Chapecoense); Ygor, Liniker e Patrick (Goiás).

ÁRBITRO - Flávio Rodrigues de Souza (SP).

PÚBLICO - 9.831 pagantes.

RENDA - R$ 98.655,00.

LOCAL - Arena Condá, em Chapecó (SC).

Mais conteúdo sobre:
futebol Brasileirão Goiás Chapecoense

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.