Zagueiro Miranda diz que suspensão chega em boa hora

'Estava mesmo precisando de um descanso. Esse cartão veio em boa hora', admitiu o defensor são-paulino

01 de outubro de 2007 | 19h06

O zagueiro Miranda não poderá enfrentar o Flamengo, quinta-feira, no Maracanã. Mas o jogador não reclama do terceiro cartão amarelo, recebido contra o Internacional. "Estava mesmo precisando de um descanso. Esse cartão veio em boa hora", disse o defensor. "Os jogos estão sendo muito desgastantes, e todos precisam de uma pausa em algum momento", observou. Miranda é o segundo jogador do São Paulo que mais atuou neste ano - fez 54 partidas e só perde para Rogério Ceni, que entrou em campo 60 vezes na temporada. "Pena que não vou poder aproveitar tanto a folga, porque vou ter de treinar, como os outros jogadores", disse Miranda. Apesar de só voltar a atuar no domingo, no clássico contra o Corinthians, Miranda jura que ainda não está pensando no duelo com o rival do Parque São Jorge. "Estou com a cabeça no Flamengo. Nos treinamentos, temos de nos preparar sempre para o próximo jogo, mesmo se não formos atuar." Para o jogo contra o Flamengo, quinta-feira, no Maracanã, o técnico Muricy Ramalho também não terá o volante Hernanes, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. André Dias, na defesa, e Zé Luiz, no meio-campo, devem ser os titulares no Rio. Julgamento O meia Hugo será novamente julgado pelo STJD devido à expulsão na partida contra o Paraná, no dia 1º de setembro, quando cuspiu no volante Goiano, do Paraná. Hugo foi punido com 120 dias de gancho pelo órgão, mas os advogados do São Paulo conseguiram um novo julgamento. Se tiver a pena mantida, o jogador terá de cumprir pelo menos 60 dias de suspensão. O restante, poderá ser convertido em prestação de serviços à comunidade.

Tudo o que sabemos sobre:
São Paulo FCMiranda

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.