Zagueiros comemoram gols da vitória do Flamengo

Fábio Luciano e Ronaldo Angelim foram os autores dos gols que garantiram o time na final da Taça Guanabara

Leonardo Maia, O Estado de S. Paulo

17 de fevereiro de 2008 | 19h48

Ninguém iria prever. Nem Edmundo, nem Souza, nem Diego Tardelli. As estrelas do jogo foram os zagueiros do Flamengo, Fábio Luciano e Ronaldo Angelim. A eficiência da dupla do time rubro-negro, tanto na defesa quanto no ataque, foi o fato mais celebrado no vestiário do time, após a vitória por 2 a 1 sobre o rival Vasco, na semifinal da Taça Guanabara.   Veja também:  Flamengo derrota Vasco e vai à final da Taça Guanabara   "Trabalhamos diversas jogadas ofensivas com os zagueiros e graças a Deus elas deram certo hoje", comemorou Ronaldo Angelim, autor do gol da classificação. "Foi um jogo difícil no primeiro tempo pois estávamos dando os contra-ataques para o Vasco. No segundo tempo, corrigimos isso e dominamos o jogo", analisou.   "O Joel [Santana, técnico] tem procurado melhorar nosso desempenho em lances de bola parada e hoje deu resultado [com um gol de escanteio e outro em falta cobrada sobre a área]", comentou o companheiro de Angelim, Fábio Luciano, que jogou grande parte da partida com o braço direito machucado. "Três lances de bola parada foram decisivos. Fizemos dois gols e o Bruno defendeu o pênalti de Edmundo, que poderia ser decisivo".   Joel Santana elogiou a postura de sua equipe na segunda etapa e o fato de suas alterações terem produzido ótimo resultado. "Tivemos supremacia total no segundo tempo, quando as entradas do Cristian e do Marcinho mataram os contra-ataques do Vasco", explicou o treinador. "Foi um jogo difícil, diante de um adversário de qualidade, bem armado, um rival tradicional. Mas foi uma vitória merecida".   Para Joel, o pênalti perdido por Edmundo foi capital. "A perda de um pênalti num clássico dá mais força ao outro time. Mas já estavam bem naquele momento. Estávamos com a supremacia mas só faltava o gol".   O comandante do time rubro-negro já começa a pensar na final do próximo domingo, também no Maracanã, contra o Botafogo. O vencedor da Taça Guanabara já tem vaga garantida na decisão do Campeonato Carioca. "O Botafogo é uma equipe muito organizada, bem treinada pelo Cuca. Será um jogo muito difícil e não poderemos errar".   Herói da tarde, Angelim também prevê que a missão rubro-negra será ainda mais difícil do que contra o Vasco. "Será um grande jogo. Equilibrado. É sempre complicado enfrentar as equipes treinada pelo Cuca. Ele trabalha todos os detalhes", opinou o zagueiro.   Pelo lado vascaíno, a grande decepção foi Edmundo, que esperava ter uma reestréia de gala e perdeu um pênalti crucial. Perguntado se deveria ter cobrado a penalidade, quando o batedor oficial é Morais, Edmundo foi mais do que sincero. "Não devia ter nem entrado em campo hoje [domingo]".

Tudo o que sabemos sobre:
Taça GuanabaraFlamengo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.