Zaragoza bate Real e fatura Copa do Rei

O Zaragoza proporcionou a primeira frustração ao todo-poderoso Real Madrid na temporada de 2003-04. Em partida dramática, definida só na prorrogação, a equipe dos brasileiros Álvaro e Sávio venceu por 3 a 2 (2 a 2 no tempo normal) e ganhou a Copa do Rei da Espanha, na final disputada no Estádio Olímpico, em Barcelona. O argentino Galletti fez o gol decisivo, aos 6 minutos da fase final do tempo extra. Ronaldo, contundido, não jogou. A decisão do torneio foi emocionante, movimentada, teve 5 cinco gols, 17 cartões amarelos e duas expulsões (Cani, do Zaragoza, e Guti, do Real). Os madrilenos saíram na frente, com gol de Beckham, em belíssima cobrança de falta, aos 23 minutos do primeiro tempo. O Zaragoza, em ritmo forte, foi ao ataque e, em sua primeira jogada de perigo, empatou aos 29, com Dani. A vantagem veio com Villa, de pênalti, aos 45. No começo do segundo tempo, o Real empatou, de novo em cobrança de falta, dessa vez com uma bomba de Roberto Carlos, que na véspera havia prometido marcar. Houve equilíbrio e precaução dos dois lados, o que provocou a prorrogação. A festa do Zaragoza veio só aos 9 do segundo tempo adicional, com um arremate de média distância de Galletti, sem chance para o goleiro César. O árbitro Carmona Méndez ainda anulou gol do Real, por impedimento, e não deu cartão vermelho para Zidane, que tinha levado amarelo pouco antes, por jogada violenta, e voltou a apelar para o jogo desleal. França ? Pelas quartas-de-final da Copa, nesta quarta-feira: Nantes 3 x Rennes 2 e Monaco 0 x Chateauroux (2ª Divisão) 1. Alemanha ? O Aachen se classificou para a final da Copa ao fazer 1 a 0 no Borussia Moenchengladbach, gol de Ivica Grlic. Seu adversário, no dia 29 de maio, em Berlim, será o Werder Bremen, que na terça-feira eliminou o Luebeck por 3 a 2.

Agencia Estado,

17 de março de 2004 | 20h15

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.