Zé Eduardo ignora folga no Santos e quer jogar clássico

O técnico Muricy Ramalho deixou em aberto nesta sexta-feira a hipótese de poupar alguns titulares no jogo de sábado contra o São Paulo, pelas semifinais do Campeonato Paulista. O atacante Zé Eduardo não quer entrar na lista dos que descansam. Ele pretende jogar.

AE, Agência Estado

29 de abril de 2011 | 19h04

"Eu não quero ser poupado. É um clássico, uma semifinal de campeonato. É claro que alguns jogadores podem sentir mais cansaço pelo ritmo destes últimos jogos. Mas a gente tem que estar disponível. Teremos 24 horas de concentração para descansar e fazer o nosso papel", disse o atacante.

Zé Eduardo, porém, não é um dos que prioritariamente ganhariam descanso pensando no jogo de terça-feira, no México, contra o América, pela Libertadores. Sem Diogo e Maikon Leite, Muricy só tem Keirrison como reserva para o setor ofensivo. Neymar está mais desgastado e tem mais chances de descansar do que seu parceiro de ataque.

Outro fator que faz Zé Eduardo querer jogar é a chance de quebrar um jejum de gols - ele ainda não marcou desde a chegada de Muricy. O treinador, porém, releva o tabu e usa um ex-comandado como exemplo: "No São Paulo eu tive um jogador, que foi o Aloísio, que ficou 18 jogos sem marcar, mas ele fazia um papel importante na equipe, de pivô. O atacante joga um pouco isolado e é importante quando ele segura a zaga adversária, para que haja uma aproximação do meio-campo com o ataque. O Zé tem ajudado nesse sentido, comentou Muricy.

O atacante agradece a confiança e comemora o bom momento da equipe: "O atacante vive de gols e, é claro, a gente fica um pouco incomodado com esse jejum. Eu tenho tido poucas oportunidades para marcar, mas o importante é o coletivo. O Santos está ganhando. O professor Muricy continua confiando no meu trabalho e vou procurar corresponder com gols", disse Zé Eduardo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.