Reuters
Reuters

Zé Eduardo: 'O que o Genoa está fazendo por mim não é digno'

Através de sua conta no twitter, jogador fez críticas à sua equipe e tambem aos jornalistas italianos

O Estado de S. Paulo

23 de setembro de 2013 | 10h35

GÊNOVA - Em 2011, após vencer a Copa Libertadores da América, pelo Santos, o atacante Zé Eduardo chegou ao Genoa com a responsabilidade de ser o artilheiro da equipe italiana. Porém, afastado da equipe principal, o atacante que vem sendo criticado pela imprensa, desabafou contra o seu clube e os jornalistas através de seu twitter.

"Sinto muito por tudo o que me aconteceu em Gênova, mas gostaria de dizer a todos o que o Genoa está fazendo por mim não é digno com um jogador", desabafou o atacante em sua conta pessoal. O jogador, que nem aparece entre os atacantes do elenco no site oficial, ainda não fez nenhuma partida nesta temporada.

Por conta de uma lesão no joelho 15 dias após desembarcar na Itália, Zé Love não teve sequencia de jogos e só conseguiu atuar em apenas oito partidas pelos rossoblu, na temporada 2011/2012. Sem marcar nenhum gol, o jogador foi emprestado ao Siena e com apenas dois tentos marcados, viu sua equipe ser rebaixada para a segunda divisão. "Independentemente de qualquer coisa, eu vou continuar a trabalhar, porque eu quero provar o meu valor. Eu não vim aqui para ser tratado como um monstro e é isso que está acontecendo comigo. Tenho o maior carinho pelos torcedores do Genoa",  disse em italiano.

O atacante foi alvo de interesse de clubes como West Ham, Sporting e Vasco, mas permaneceu na equipe italiana. Mesmo afastado, o jogador promete empenho para voltar a jogar. "O que os jornais dizem que não é a verdade. A verdade é que eu quero jogar, quero mostrar a todos quem é Zé Eduardo", finalizou em seu protesto.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.