Divulgação/Ag. Palmeiras
Divulgação/Ag. Palmeiras

Zé Rafael diz se espelhar em Alex e conta ser palmeirense desde criança

Meia trazido do Bahia revela ter ligação afetiva e familiar com o clube alviverde

Redação, O Estado de S.Paulo

09 de janeiro de 2019 | 15h37

Um dos cinco reforços trazidos pelo Palmeiras para 2019, o meia Zé Rafael contou nesta quarta-feira ter uma ligação bem mais antiga com o clube. O jogador trazido do Bahia revelou que era torcedor da equipe alviverde desde criança, principalmente por influência da família, fator emocional que pesou no momento de aceitar a proposta e se transferir.

Aos 25 anos, Zé Rafael deixou o Bahia depois de o Palmeiras´ter firmado em janeiro do ano passado a sua preferência de compra. Esse acordo foi uma contrapartida pelo empréstimo do meia argentino Allione para o time nordestino. "Desde o início em que as propostas foram apresentadas, eu já escolhi o Palmeiras porque sabia da grandeza do clube, pelo nível dos atletas, a estrutura. Isto me motivou a escolher este grande clube", disse o jogador em entrevista coletiva.

Zé Rafael contou que na infância era torcedor do Palmeiras. "Eu era palmeirense desde pequeno, meus pais e avós são palmeirenses. É mais um motivo que vim para cá. Nunca tinha vazado esta informação em nenhum clube, não é média, nem nada, mas eu era muito palmeirense quando criança", afirmou o meia. O contrato dele com o clube é válido por cinco temporadas.

O reforço palmeirense diz se espelhar em um ídolo do clube, o ex-meia Alex. Os dois chegaram a jogar juntos no Coritiba. "Tenho uma relação boa com ele. Eu estava subindo da base e ele voltando ao Brasil. Apadrinhou os moleques que tinham muito a aprender.  Quando ele soube que eu estava vindo, deu apoio, disse que o clube era sensacional", comentou.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.