Jana Mafalda| Divulgação
Jana Mafalda| Divulgação

Zé Ricardo avisa que é cedo para Flamengo falar em título

'Estamos tentando se preparar o melhor possível para todos os jogos'

Estadão Conteúdo

29 de agosto de 2016 | 08h36

A boa vitória sobre a Chapecoense neste domingo, fora de casa, por 3 a 1, colocou o Flamengo na vice-liderança do Campeonato Brasileiro, apenas três pontos atrás do Palmeiras. Ainda assim, apesar do entusiasmo com o resultado, o técnico Zé Ricardo garantiu que ainda é prematuro pensar em título.

"É muito cedo para falar sobre título, tem muitas partidas pela frente, a gente está tentando se preparar o melhor possível para todos os jogos", desconversou o treinador, acrescentando uma análise sobre o duelo com a Chapecoense. Para ele, o mais importante foi o Flamengo ter aproveitado as oportunidades criadas.

"Se não me engano, a Chapecoense só perdeu um jogo aqui (na Arena Condá), contra o Corinthians. Nós conseguimos fazer um bom início de jogo. Controlamos as ações, fizemos um gol. Depois recuamos demais", avaliou. "Nós sofremos um pouquinho. No segundo tempo equilibramos as ações e tivemos o mérito de aproveitar as chances."

Outro fato destacado foi a boa atuação de Diego, autor do primeiro dos três gols. O mais importante no retorno do meia ao futebol brasileiro, segundo Zé Ricardo, foi sua personalidade tranquila, o que facilitou a adaptação ao elenco.

"Qualidade técnica eu sabia que ele tem de sobra. Como não o conhecia pessoalmente, existia a dúvida de como ele chegaria em relação ao grupo", ponderou. "Para a nossa surpresa, ele se enturmou naturalmente com o grupo. Então, o resultado não poderia ser diferente para que o Diego colocasse toda a qualidade que tem para fora."

Pela sequência do Campeonato Brasileiro, o Flamengo recebe a Ponte Preta, em 7 de setembro. Antes, na próxima quarta-feira, encara o Figueirense pelo duelo de volta da segunda fase da Copa Sul-Americana, após ser derrotado na ida por 4 a 2. Os dois jogos serão em Cariacica (ES).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.