Rodrigo Coca|Divulgação
Rodrigo Coca|Divulgação

Zé Ricardo cogita Flamengo mais ofensivo e relaciona Emerson Sheik após 2 meses

Com interesse do Internacional, Emerson pode fazer despedida do rubro-negro

Estadão Conteúdo

30 Agosto 2016 | 15h13

O técnico Zé Ricardo escondeu nesta terça-feira a escalação do Flamengo para o duelo de volta com o Figueirense, quarta-feira, em Cariacica, pela Copa Sul-Americana. No entanto, afirmou que a equipe deverá ter novidades em relação ao jogo de ida, quando perdeu por 4 a 2 em Florianópolis.

A principal delas estará no banco de reservas. O atacante Emerson Sheik retorna ao time dois meses afastado por conta de uma série de lesões. O jogador, que interessa ao Internacional, pode fazer sua despedida do Flamengo.

Na equipe titular, a novidade certa é a presença de Leandro Damião. Como o treinador não poderá contar com Guerrero, que está na seleção peruana, nem com Felipe Vizeu, na seleção brasileira sub-20, ele deve usar o recém-contratado desde o início.

Damião, que foi poupado no jogo de ida contra o Figueirense, fez dois jogos pelo Flamengo até aqui e marcou em ambos. Ele começou como titular na vitória sobre o Grêmio por 2 a 1 e entrou no segundo tempo do triunfo sobre a Chapecoense por 3 a 1.

"Ele é um grande jogador. Se mostrou muito interessado durante os treinamentos e disposto a recuperar sua forma física, que ainda não está 100%. Se ele continuar nesse ritmo, em breve ele reviverá os bons tempos que teve no futebol brasileiro", comentou.

Zé Ricardo admitiu também que pode mudar a formação tática da equipe. "Tivemos pouco tempo para fazermos alguma mudança muito drástica, mas acreditamos que podemos ser um pouco mais ofensivos", afirmou.

CONFIRA LISTA DE RELACIONADOS DO FLAMENGO

Goleiros - Alex Muralha, Paulo Victor e Thiago.

Zagueiros - Rafael Vaz, Réver, Donatti e Juan.

Laterais - Pará, Rodinei e Jorge.

Meias - Diego, Márcio Araújo, William Arão, Cuéllar, Alan Patrick e Mancuello.

Atacantes - Leandro Damião, Everton, Gabriel, Fernandinho e Emerson Sheik.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.