Paulo Fernandes/Vasco.com.br
Paulo Fernandes/Vasco.com.br

Zé Ricardo confirma Escudero no Vasco e prevê Grêmio forte mesmo com time misto

Fato do time gaúcho entrar com alguns reservas não ilude o treinador do time vascaíno

Estadao Conteudo

08 de setembro de 2017 | 16h07

Novo comandante do Vasco, Zé Ricardo minimizou a possibilidade de o colega Renato Gaúcho utilizar uma equipe mista do Grêmio para enfrentar o seu time neste sábado, às 18 horas, no Rio, pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro, devido à proximidade da partida do time gaúcho contra o Botafogo pelas quartas de final da Copa Libertadores

O jogo marcará o retorno da equipe carioca a São Januário, mas os donos da casa terão de atuar com os portões fechados para cumprir determinação do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) devido aos conflitos ocorridos na derrota por 1 a 0 no clássico contra o Flamengo em julho - a restrição à entrada de torcedores no estádio vascaíno também ocorrerá na partida contra a Chapecoense, no dia 30.

"Penso que o Renato Gaúcho já mostrou que tem um grupo competitivo nas mãos. A equipe deles foi competitiva em todas as formações que entrou em campo. A dificuldade é muito grande, iremos enfrentar o Grêmio, não uma equipe A, B ou C. Temos que fazer o nosso papel, se preocupar com a nossa performance, sabendo das dificuldades, mas com a expectativa de fazer um grande jogo e conquistar um bom resultado", disse Zé Ricardo.

O treinador vascaíno também destacou que terá de suprir ausências de jogadores importantes, casos do volante Jean, do lateral-direito Gilberto, além do atacante Luis Fabiano, que passou por uma artroscopia para corrigir uma lesão no joelho direito, e divulgou os substitutos para o jogo contra o Grêmio: Escudero, Madson e Andrés Ríos, respectivamente. Assim, o Vasco vai entrar em campo com a seguinte formação: Martín Silva; Madson, Breno, Anderson Martins e Ramon; Wellington, Escudero, Wagner, Mateus Vital e Nenê; Andres Ríos.

"No futebol se busca o equilíbrio sempre, então teremos nossas estratégias de jogo. Ganhamos um pouco de qualidade para auxiliar o Nenê com o Escudero em campo. Ele vai jogar um pouquinho mais adiantado e precisamos marcar pontos para fazer o nosso objetivo maior, que é subir na tabela", afirmou.

O técnico também revelou uma emoção especial pela estreia no banco de reservas do clube. "Frio na barriga, sem dúvida. Não tenho motivo nenhum para esconder isso, até porque é uma estreia, minha volta a um grande clube. Isso é o que alimenta e traz motivação para levantarmos todo dia cedo buscando melhorar", disse Zé Ricardo.

Zé Ricardo ainda deixou pistas sobre quais características espera extrair do elenco vascaíno em seu trabalho no clube. "Eu sou um cara tranquilo, simples nas colocações, cobro organização da equipe, intensidade no jogo. Gosto de uma partida bem jogada, um time que tenha bem a posse de bola e a controle bem, sem deixar ofensivo, mas também quero que minha equipe seja equilibrada defensivamente, até porque acho que o futebol pede isso. Isso não é da noite para o dia, o trabalho é médio a longo prazo", explicou o comandante.

O Vasco ocupa a 12ª posição na tabela do Brasileirão, com 28 pontos, três atrás do Cruzeiro, o sexto colocado, que está ficando com a última vaga na próxima edição da Libertadores.

Notícias relacionadas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.