Carlos Gregório Jr. / vasco.com.br
Carlos Gregório Jr. / vasco.com.br

Zé Ricardo diz que goleada foi 'incontestável' e vê Vasco em situação difícil

Técnico pede returno perfeito por vaga nas oitavas de final

Estadão Conteúdo

20 de abril de 2018 | 09h42

O técnico Zé Ricardo exibiu decepção com a dura derrota sofrida pelo Vasco na noite de quinta-feira, quando o time foi massacrado por 4 a 0 pelo Racing, na Argentina, no duelo válido pela terceira rodada do Grupo E da Copa Libertadores. Ele admitiu que o resultado foi justo e espera que o time exiba força para se recuperar.

+ Mesmo obrigados, clubes da Série A ignoram futebol feminino

"Foi uma derrota dura, mas pelo que foi a partida, podemos dizer que foi incontestável. Enfrentamos um grande adversário. Tentamos no início do jogo ter um pouco mais de posse de bola, mas o Racing foi confortável no jogo todo e mereceu o resultado. Uma derrota como essa ninguém gostaria de ter, mas temos que nos recuperar. Esses momentos ruins também fazem parte do futebol", disse o treinador.

Com o revés, o Vasco está em último lugar no Grupo E da Libertadores, com apenas um ponto somado em três rodadas. Zé Ricardo reconheceu que a situação da equipe é delicada na briga por uma vaga nas oitavas de final, mas prometeu que o time vai lutar pela classificação.

"Nossa situação ficou difícil. Ainda temos nove pontos para jogar, mas estamos seis pontos do Racing. Iremos ter que jogar no nosso limite para termos a possibilidade de fazer um returno perfeito e conquistar a classificação. Só o Racing jogou hoje e é por isso saímos chateados. Apesar disso, tenho certeza que podemos aprender com essa derrota. O que posso garantir é que enquanto existir possibilidades, vamos lutar por essa vaga", declarou.

O Vasco voltará a jogar no domingo, quando vai visitar a Chapecoense, na Arena Condá, pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro. Depois, na quinta-feira, entrará novamente em ação pela Libertadores, diante do Racing, em São Januário.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.