Zé Ricardo exalta distância curta para o líder e 'bom ambiente' no Flamengo

Treinador está satisfeito com o desempenho de seus comandados no Brasileirão

Estadão Conteúdo

26 de julho de 2016 | 12h24

O técnico Zé Ricardo não escondeu a empolgação com o fato de o Flamengo ter conquistado uma vitória nesta segunda-feira à noite que deixou o time na sexta posição do Campeonato Brasileiro, com 27 pontos, a apenas cinco do líder Palmeiras e a dois do Santos, último time hoje no G4 da tabela de classificação.

"Estou feliz pela vitória (por 2 a 1 sobre o América-MG, em Belo Horizonte). Conseguimos diminuir a distância para o Palmeiras para cinco pontos. Agora temos o jogo contra o Coritiba para buscar a vitória e seguir nossa caminhada", afirmou o treinador, em declarações ao canal SporTV, se referindo ao confronto do próximo domingo, às 16 horas, no estádio Couto Pereira, na capital paranaense, pela 17ª rodada do Brasileirão.

O comandante também exibiu empolgação com o fato de que o Flamengo está se reforçando para a continuidade da temporada e formando um elenco mais forte - meia Diego e o zagueiro Donatti acabam de assinar com o clube. Para completar, destacou que está lutando para criar uma boa atmosfera dentro do elenco para que os jogadores possam render o esperado sem serem atrapalhados por conflitos internos.

"A gente pensa que para disputar o Brasileiro da maneira como é e pensando em fazer uma boa (Copa) Sul-americana, que começa mês que vem, precisamos de um grupo forte. A chegada desses atletas referencia isso. Nosso dia a dia é bastante coletivo, estamos criando um ambiente em que os atletas se sintam bem", ressaltou.

Em seguida, ele lembrou que a competitividade por um lugar na equipe tende a crescer, mas salientou que a mesma precisa ser encarada de maneira saudável.

"Todos querem jogar e só temos 11 vagas para iniciar a partida. Mas o Flamengo tem que estar em primeiro lugar. Se os gols são do Paolo, Vizeu, isso fica em segundo plano. A vaidade não pode estar na frente do coletivo e é essa mensagem que passamos para eles. Temos um grupo muito bom para trabalhar e devagarinho a equipe vai crescendo", completou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.