Carlos Gregório Jr. / vasco.com.br
Carlos Gregório Jr. / vasco.com.br

Zé Ricardo exalta relação com elenco do Vasco e festeja vaga na Libertadores

Time venceu em São Januário a Ponte Preta por 2 a 1

Estadão Conteúdo

04 de dezembro de 2017 | 09h34

O técnico Zé Ricardo festejou a classificação do Vasco para a Copa Libertadores de 2018, obtida na última rodada do Campeonato Brasileiro com a vitória sobre a Ponte Preta - já rebaixada para a Série B - por 2 a 1, neste domingo, em São Januário, no Rio de Janeiro, com gols do atacante Paulinho e do meia Mateus Vital.

+ Veja a campannha do Vasco na Série A do Brasileiro 2017

Há cinco meses no clube (em substituição a Milton Mendes), o comandante vascaíno fez questão de compartilhar o sucesso na temporada - o Vasco não disputava a Libertadores desde 2012, quando foi desclassificado nas quartas de final pelo Corinthians, campeão daquela edição - e fez um elogio especial aos jogadores.

"Todos que estão no projeto de reconstruir o Vasco possuem motivos para comemorar hoje. Cada um tem sua parcela de contribuição, do funcionário que recebe a gente na portaria dando um 'bom dia' até o torcedor que estava no último andar da arquibancada nos empurrando. O mérito maior é dos atletas. Quando cheguei, disse que iríamos dar as ferramentas, mas quem iria conduzir a máquina seriam eles", frisou o treinador vascaíno em entrevista coletiva.

Zé Ricardo assumiu o Vasco sob muita desconfiança em relação à qualidade do elenco e até mesmo do seu trabalho, pois havia sido demitido do Flamengo após uma eliminação precoce na Copa Libertadores e vários resultados negativos no próprio Brasileiro. Mas o técnico revelou que estabeleceu uma relação de confiança com o elenco e não tinha dúvidas sobre o sucesso desta empreitada.

"Quando recebi o convite do Vasco, muitos conhecidos perguntaram se eu estava maluco, mas tinha convicção que poderíamos fazer um bom trabalho. O que era dificuldade para muitos, para mim era uma possibilidade. Então, estou muito contente com o final feliz dessa história. É coisa de Deus. O sucesso temos que dividir sempre. Quem pratica o bem, sempre colhe coisas boas na frente. Tento seguir uma linha que acredito ser a melhor, tendo sempre honestidade com os atletas", finalizou Zé Ricardo.

O Vasco terminou o Nacional em sétimo lugar, com 56 pontos, atrás do Flamengo apenas pelos critérios de desempate da competição e garantido na fase preliminar da Libertadores. No entanto, o time cruzmaltino ainda poderá ocupar um posto na etapa de grupos da competição.

Para tanto, terá que torcer para o sucesso do maior rival histórico na final da Copa Sul-Americana. A conquista do Flamengo abrirá mais uma vaga para a fase de grupos do principal torneio continental, beneficiando diretamente o Vasco - o Atlético Mineiro, nono colocado no Brasileirão, seria a última equipe nacional a disputar a chamada pré-Libertadores.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.