Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90
Paulo Fernandes/Vasco
Paulo Fernandes/Vasco

Zé Ricardo exalta superação de time e pede apoio de vascaínos a Fabrício após gol

Lateral teve atuação apagada e com falha na defesa antes de marcar o gol da virada sobre o Fluminense

Estadão Conteúdo

30 de março de 2018 | 09h38

Depois de o Vasco vencer o Fluminense por 3 a 2, na noite desta quinta-feira, no Maracanã, graças a um gol marcado nos acréscimos do segundo tempo, aos 49 minutos, o técnico Zé Ricardo exaltou a superação de seu time para buscar uma virada após estar perdendo o jogo por 2 a 1. E ele aproveitou a classificação à final do Campeonato Carioca para pedir apoio dos torcedores vascaínos ao lateral-esquerdo Fabrício, autor da bola na rede que garantiu o avanço à decisão contra o Botafogo.

+ Vasco vence o Fluminense de virada e vai à final do Carioca

+ Confira a tabela do Campeonato Carioca

+ Mais notícias do Campeonato Carioca

"Hoje (quinta) temos que enaltecer muito o time. Não há como ignorar isso. Se a equipe não foi brilhante taticamente e tecnicamente, os jogadores conseguiram dar a volta por cima, se superar com muita voluntariedade e buscar o resultado. Para muitos parecia difícil, mas nós acreditamos até o final", ressaltou o comandante, em entrevista coletiva.

Já ao falar sobre o gol salvador de Fabrício, que também impediu a eliminação do Vasco pelo fato de que o Fluminense jogava por um empate para ir à final, o treinador mandou um recado aos torcedores que vinham vaiando o jogador no decorrer do clássico, no qual o lateral exibia uma atuação muito ruim antes de virar o herói cruzmaltino no fim.

"Eu peço para a nossa torcida ter paciência e apoiá-lo. Ele jogou poucos jogos no ano passado e demanda um tempo maior para entrar em forma", disse Zé Ricardo, para depois admitir que o primeiro gol marcado pelo Fluminense na partida abalou Fabrício - o jogador foi driblado com facilidade por Gilberto antes do cruzamento que resultou na finalização de Pedro para as redes, aos 38 minutos do primeiro tempo, quando a equipe tricolor empatou o duelo em 1 a 1.

"O gol do Fluminense o atrapalhou um pouco emocionalmente. Mas eu confio muito nele. Ele vai chegar no ponto técnico desejado", reforçou o comandante, que agora começará a preparar a sua equipe para encarar os botafoguenses neste domingo, às 16 horas, no Engenhão, no duelo de ida da final do Campeonato Carioca.

"Nós sabíamos que seria complicado. A equipe do Fluminense é muito bem treinada pelo Abel (Braga). Sem dúvida é uma noite especial. Foi um jogo muito desgastante físico e mentalmente. Agora é descansar amanhã (nesta sexta) e fazermos os ajustes para os jogos contra o Botafogo. Vejo uma igualdade entre as duas equipes", afirmou o treinador, rejeitando qualquer favoritismo vascaíno.

A partida de volta da decisão está marcada para o dia 8 de abril, às 16 horas, no Maracanã, onde na outra semifinal da competição o Botafogo eliminou o Flamengo com uma vitória por 1 a 0 na noite da última quarta-feira.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.