Zé Ricardo lamenta 'derrota dura' para o Grêmio e aponta precipitação do Flamengo

Treinador diz que Geuvânio se movimentou bem ao estrear pelo time, embora não tenha funcionando bem em campo

Estadão Conteúdo

14 de julho de 2017 | 09h06

O técnico Zé Ricardo lamentou o fim da série invicta do Flamengo no remodelado Estádio Luso Brasileiro, na noite de quinta-feira, com a derrota por 1 a 0 para o Grêmio. Em sua avaliação do compromisso, válido pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro, o treinador apontou que a sua equipe teve dificuldades para encontrar espaços no sistema defensivo do adversário e falhou em algumas tomadas de decisão.

"Foi uma derrota dura, uma partida difícil, e o Grêmio está de parabéns. Soube se defender muito bem. Conseguiu seu gol em um vacilo nosso. A torcida apoiou até o final e agradeço a ela pela atitude, mas infelizmente encontramos um adversário que ficou na defesa, e o que tentamos no ataque não surtiu efeito. Podíamos ter tido mais calma para melhorar o ataque. Mas elogio a equipe pela entrega e infelizmente não conseguimos o resultado", disse.

Com o resultado, o Flamengo desperdiçou a chance de retomar a vice-liderança do Brasileirão e agora está em quarto lugar, com 23 pontos, a 12 do primeiro colocado Corinthians. Zé Ricardo exaltou a campanha do time paulista, mas destacou pensar em um jogo de cada vez.

"Trabalhamos jogo a jogo. Infelizmente o início do campeonato não foi bom. O que o Corinthians tem feito é digno de aplausos. São jogos difíceis. Fizemos um jogo contra uma equipe que tem um futebol bastante interessante. Nós nos precipitamos no ataque, e o Grêmio teve a chance. A equipe procurou fazer o que combinamos. Teve muito empenho, mas o Grêmio esteve muito forte defensivamente, dificultou nosso espaço e mereceu a vitória", completou.

O duelo com o Grêmio marcou a estreia de Geuvânio, que estava no futebol chinês e entrou durante o segundo tempo da partida, tendo atuação discreta no Luso Brasileiro. Zé Ricardo pediu paciência ao torcedor com a readaptação do jogador.

"Ele vai ter tempo para se entrosar. Estava há muito tempo parado, mas já mostrou que estava com vontade e se movimentou muito bem. Contra uma equipe fechada, precisamos de um jogador bom para abrir espaços. Mas hoje não funcionou como queríamos. Agora é se preparar para o jogo contra o Cruzeiro", comentou.

Após a derrota para o Grêmio, o Flamengo voltará a jogar no próximo domingo, quando vai visitar o Cruzeiro, no Mineirão, pela 14ª rodada do Brasileirão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.