Gilvan de Souza/ Flamengo
Gilvan de Souza/ Flamengo

Zé Ricardo lamenta empate com o Botafogo: 'Tivemos maior controle do jogo'

Para técnico, equipe rubro-negro criou mais e merecia vitória

Estadão Conteúdo

04 de junho de 2017 | 14h18

O empate do Flamengo com o Botafogo, por 0 a 0, na manhã deste domingo, em Volta Redonda (RJ), não agradou ao técnico Zé Ricardo. Para o treinador, o time rubro-negro merecia a vitória porque mostrou maior volume de jogo e criou mais chances de gols no duelo sem gols.

"Não foi um bom resultado porque nós tivemos um controle maior do jogo. É o que eu chamo de volume estéril, porque nós chegamos na frente. Porém, não conseguimos marcar. Temos que conviver com isso dentro do futebol", comentou o técnico.

A crítica maior teve como alvo o gramado, considerado pesado e com buracos. A altura da grama também estaria inadequada, na avaliação de Zé Ricardo, que ainda reclamou do calor, principalmente no segundo tempo. "O calor realmente desgastou o time e no final incomodou, mas são condições que todos enfrentaram dentro de campo", afirmou.

Zé Ricardo elogiou o sistema de marcação e o retorno do experiente zagueiro Juan que, segundo o técnico, "ganhou a condição de titular nos treinamentos". Alertou que a sua experiência pode ser útil ao grupo "porque ele é um profissional consciente e que nos ajuda em tudo durante a semana, além de exercer forte liderança sobre o elenco".

Sobre as mudanças no segundo tempo, o técnico lembrou que o meia Diego precisa voltar aos poucos porque ficou fora do time por 53 dias após uma lesão sofrida diante do Atlético-PR, pela Copa Libertadores. E também sobre a promessa Vinícius Junior, pela quarta vez, entrando no time. "O Diego precisa de ritmo de jogo, portanto, deve ir entrando devagar. O Vinícius está cada vez mais maduro e mais próximo do que esperamos. Ele tem como principal característica a verticalidade e isso é importante num esquema de jogo."

Para Zé Ricardo, não adianta lamentar o empate, mas pensar no futuro. O objetivo agora é recuperar os pontos nos dois próximos jogos fora de casa, diante de Sport e Avaí. "Temos que pontuar, porque se ficarmos muito atrás depois fica difícil atingir os nossos objetivos". No momento, o Flamengo soma apenas seis pontos, com três empates e uma vitória.

Os reservas vão participar, nesta segunda-feira, de um jogo-treino contra o Mesquita. Na terça-feira o elenco segue para Recife (PE) com duas baixas importantes: o lateral-esquerdo Trauco e o atacante Guerrero se apresentam à seleção peruana e estarão fora por três jogos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.