Paulo Fernandes / vasco.com.br
Paulo Fernandes / vasco.com.br

Zé Ricardo lamenta revés do Vasco, mas já projeta vitória sobre Cruzeiro em Minas

Treinador espera reação no confronto brasileiro da fase de grupos da Copa Libertadores

Estadão Conteúdo

14 Março 2018 | 09h14

O técnico Zé Ricardo não escondeu a sua decepção ao comentar o fato de que o Vasco foi derrotado por 1 a 0 pela Universidad de Chile, na noite da última terça-feira, em São Januário, no Rio, em sua estreia na fase de grupos da Copa Libertadores. O treinador admitiu que o seu time ficou devendo na armação das jogadas ofensivas e isso pesou para que fosse derrotado pelo adversário no confronto que fechou a primeira rodada do Grupo E da competição continental.

+ Vasco vence Madureira e encaminha classificação às semifinais da Taça Rio

"Foi um resultado que a gente não esperava. A nossa expectativa era grande para essa estreia, mas pegamos uma equipe bem armada, estruturada e experiente. Não tivemos um dia feliz na criação e isso facilitou bastante a marcação da La U. Ele tiveram melhores que nós em alguns momentos, assim como nós também. A partida foi decidida num lance isolado, numa cobrança de lateral. Minutos antes havíamos perdido uma boa chance com o Rildo. Sabíamos que o detalhe poderia definir o resultado e foi o que aconteceu", afirmou o comandante, em entrevista coletiva, se referindo ao gol marcado por Araos aos 31 minutos do segundo tempo.

Zé Ricardo, porém, exibiu otimismo ao já projetar uma vitória sobre o Cruzeiro na segunda rodada do Grupo E da Libertadores, no próximo dia 4 de abril, às 21h45, no Mineirão, que será palco de um confronto entre dois times derrotados em suas estreias - a equipe de Belo Horizonte abriu campanha nesta edição do torneio sendo superada por 4 a 2 pelo Racing, na Argentina, no último dia 27 de fevereiro.

"Entendemos que uma vitória seria importantíssima e sem dúvida o resultado não foi o que a gente esperava, mas vamos procurar evoluir e nos preparar bem para a sequência da competição. Iremos pensar jogo a jogo. Vamos tentar fazer um jogo forte em Belo Horizonte, sabendo que o Cruzeiro virá para fazer uma partida agressiva, até pelo resultado adverso que teve na estreia. Iremos para lá com o pensamento de vencer a partida, como fizemos no ano passado", projetou.

"É lógico que o momento é outro, o Cruzeiro poupou alguns atletas e fez alguns testes após o título da Copa do Brasil. Meu grupo tem caráter e tenho certeza que dará a volta por cima", reforçou o treinador, que agora também começará a preparar o Vasco para enfrentar o Botafogo no clássico do próximo domingo, às 16 horas, no Engenhão, pela rodada final da Taça Rio, o segundo turno do Campeonato Carioca.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.