FIVB/Divulgação
FIVB/Divulgação

Zé Roberto exalta retorno de veteranas à seleção de vôlei após vitória

Técnico comemora o triunfo apertada sobre a Sérvia, atual campeã mundial da modalidade

Redação, Estadão Conteúdo

14 de setembro de 2019 | 18h04

Após estrear com vitória na Copa do Mundo, disputada no Japão, o técnico José Roberto Guimarães exaltou neste sábado o retorno das veteranas ao grupo da seleção brasileira feminina de vôlei. Fabiana, Sheilla e Camila Brait já haviam voltado para amistosos, mas Fabiana e Brait fizeram seus retornos a um jogo oficial na vitória sobre a Sérvia por 3 sets a 2, na cidade de Hamamatsu.

"Fiquei muito feliz porque esse foi o primeiro jogo da Fabiana na temporada da seleção. A Gabi teve um período de folga e retornou para a Copa do Mundo. A Drussyla e a Sheilla estão disputando a segunda competição nesse ano", disse o treinador, referindo-se ao Sul-Americano, vencido pela seleção, no mês passado.

"A Camila Brait está voltando agora. Essas jogadoras estão ajudando a melhorar a dinâmica do nosso jogo. Foi bom termos começado com vitória sobre a Sérvia que recentemente venceu o Europeu e é a atual campeã mundial", comentou.

Em seu retorno, Fabiana anotou 16 pontos e foi um dos destaques da partida. Ela não defendia a equipe nacional em jgo oficial desde os Jogos Olímpicos do Rio-2016. "Estou muito feliz pela nossa vitória. Evoluímos ao longo da partida apesar de termos tido alguns altos e baixos. É muito bom estar novamente vestindo essa camisa e fazer parte desse grupo. Ainda temos muito o que evoluir, mas estamos no caminho certo e vamos chegar no nosso objetivo", disse a bicampeã olímpica.

Maior pontuadora da partida, com 23 acertos, a oposta Lorenne também elogiou a atuação brasileira, apesar de perder dois sets para as sérvias. "Foi um bom começo de competição. Tivemos algumas oscilações na partida, mas o importante foi termos conseguido a vitória. A Sérvia está em um momento muito bom e é a atual campeã mundial. Gostei da forma como o grupo se comportou em todo o confronto. Agora já temos que pensar na Argentina que evoluiu bastante nessa temporada", declarou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.