Divulgação
Divulgação

Zé Roberto se defende e nega intenção de machucar Lucas

O meia do Grêmio teme ser punido já que o adversário do Botafogo terá de passar por cirurgia

AE, Agência Estado

16 de julho de 2013 | 16h09

PORTO ALEGRE - Sob risco de ser punido pela entrada dura no lateral-direito Lucas na vitória do Grêmio por 2 a 1 sobre o Botafogo, domingo, em Porto Alegre, o meia Zé Roberto se defendeu publicamente nesta terça-feira, e garantiu que não usou da força para acertar o rival. O jogador do Grêmio garantiu que não foi violento no lance e aposta no seu histórico para não ser punido pela STJD.

Por causa da falta, Lucas fraturou o tornozelo esquerdo e precisará ser operado. "Foi uma fatalidade mesmo. Um lance do jogo. Em 21 anos como profissional, jamais machuquei um companheiro. Pelo contrário, minhas jogadas sempre são leais", disse Zé Roberto, esperando que não seja alvo de denúncia e posterior julgamento em razão da jogada faltosa.

Enquanto aguarda uma definição sobre o seu caso, Zé Roberto já pensa no jogo contra o Criciúma, sábado, fora de casa, pela 8ª rodada do Campeonato Brasileiro. Ele reconheceu que o time gaúcho terá dificuldades por causa das ausências dos volantes Adriano, suspenso, e Souza, lesionado, mas prometeu superação para continuar ajudando o Grêmio na luta pelas primeiras colocações na competição - o time ocupa o sexto lugar, com 12 pontos.

"Problemas de entrosamento vai sempre ocorrer quando existe a saída de dois jogadores e quando se busca uma sequência, mas temos um excelente elenco que pode suprir essas ausências e os jogadores que entrarão vão nos ajudar em busca de um resultado importante em Criciúma. O grupo quer buscar a primeira colocação e não sair mais", afirmou.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoGrêmioZé Roberto

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.