Werther Santana/AE
Werther Santana/AE

Zé Vitor pode ser improvisado na zaga são-paulina para substituir Rhodolfo

Zagueiro aguarda definição dos médicos para saber se pega o Atlético-PR

AE, Agência Estado

12 de agosto de 2011 | 15h26

Os problemas na zaga do São Paulo podem provocar uma improvisação no jogo contra o Atlético Paranaense, sábado, no Estádio do Morumbi, pela 16ª rodada do Campeonato Brasileiro. Como não pode contar com Xandão, Rodrigo Caio e Luiz Eduardo, que estão contundidos, e Bruno Uvini, defendendo o Brasil no Mundial Sub-20, o treinador pode utilizar o volante Zé Vitor na posição.

O recém-contratado João Filipe está confirmado para o duelo com o Atlético-PR, enquanto Rhodolfo aguarda uma definição do departamento médico. Nesta sexta-feira, o defensor passou por exames que não detectaram lesão na coxa esquerda. Assim, o jogador será reavaliado antes do confronto. Na última quarta-feira, ele foi substituído durante o jogo com o Ceará, em Fortaleza, por causa de um desconforto muscular.

Precavido, o técnico Adílson Batista pediu para Zé Vitor realizar uma atividade específica com o auxiliar Ivair com a intenção de deixá-lo preparado para o confronto de sábado. "Isso foi pedido e pode acontecer dele (Zé Vitor) ter esta oportunidade de jogar por ali. Ele é volante de origem, mas pode ser que nos ajude nesta função", disse.

Zé Vitor já disputou 13 partidas pelo São Paulo, sendo quatro nesta temporada, e garante não ter qualquer problema em ser improvisado. "O objetivo maior é o São Paulo. Estou aí para o que precisar. Jogar de zagueiro não é fácil, mas tem muita gente me apoiando. Estou tranquilo e confiante para ajudar o grupo", afirmou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.