Zeballos se diz adaptado ao Botafogo e mira artilharia

Apresentado em março pelo Botafogo, o paraguaio Pablo Zeballos está satisfeito e se diz totalmente à vontade no clube carioca, com quem tem contrato até o fim do ano. Ambientado no grupo do time alvinegro, em pouco mais de três meses o atacante disputou 12 partidas e marcou 5 gols.

AE, Agência Estado

19 de junho de 2014 | 20h09

"Cada dia é mais fácil e muito melhor. Temos jogadores muito bons dentro e fora de campo. Creio que qualquer jogador estaria bem com eles em cada partida. Temos que tratar de apoiar-nos, de nos entendermos melhor nos treinamentos, o que é muito importante", disse. "O nosso grupo é muito unido, tanto os estrangeiros quanto os que são do Brasil", completou.

Aos 28 anos, antes de desembarcar no Rio Zeballos estava do Emelec, do Equador. Com uma extensa bagagem acumulada - está em seu oitavo clube -, o jogador comemorou o reencontro com o atacante Ferreyra, com quem jogou no paraguaio Olimpia, e exaltou o ambiente de trabalho do Botafogo.

"Vim para o Botafogo e reencontrei com o Tanque Ferreyra, com quem joguei no Olimpia, e tenho a motivação de estar num futebol bem competitivo, além da melhora no aspecto físico. Me sinto bem por isso. Estou muito feliz nesse clube", destacou.

Dos cinco gols marcados até agora, três deles foram anotados no Campeonato Brasileiro. Atualmente, Zeballos está a um tento de Emerson Sheik na artilharia do Botafogo, mas garante que pensa em ocupar o topo da lista da competição. "Claro que penso na artilharia. Dá para pensar nisso porque um atacante sempre trata de fazer gols. No meu caso tive a sorte de ter sido goleador em todas as equipes que joguei e aqui também pode acontecer", concluiu.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBotafogoZeballos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.