Divulgação
Edmilson é o artilheiro do Red Bull na competição Divulgação

'Zebras' querem surpreender grandes no Campeonato Paulista

Equipes do interior querem repetir Ituano em 2014 contra favoritos

O Estado de S. Paulo

09 de abril de 2015 | 07h00

Red Bull, Ponte Preta, Botafogo e XV de Piracicaba terão uma complicada tarefa na próxima fase do Campeonato Paulista, que será realizado entre sábado e segunda-feira: eliminar um dos grandes clubes paulistas.

As possíveis zebras do Paulistão garantiram vagas com antecedência, com exceção do XV de Piracicaba, e demonstraram durante o torneio estadual que a possibilidade de mandar um dos favoritos para casa mais cedo já não parece tão distante.

Para manter o mando de campo das três equipes classificadas da capital paulista, a Polícia Militar e a Federação Paulista cogitam a possibilidade de colocar os jogos de Palmeiras e Corinthians em horários alternativos. Enquanto os alvinegros jogariam no domingo, às 11h, o clube alviverde entraria em campo apenas na segunda-feira, às 21h.

A decisão será tomada na manhã desta quinta-feira, na sede da Federação Paulista de Futebol. O Palmeiras não gostaria de atuar na segunda-feira. Na fase de quartas de final do Paulistão, os rivais se enfrentam em jogo único, com pênaltis em caso de igualdade no marcador.  

CONFRONTOS

SÃO PAULO X RED BULL

Uma das quatro equipes de futebol da empresa de energéticos austríaca causou furor dentro e fora de campo. Com uma estratégia de marketing agressiva e administração profissional, o Red Bull garantiu a classificação para as quartas de final do torneio no mesmo ano em que debuta no Campeonato Paulista. A equipe de Campinas alcançou o objetivo proposto no início da temporada e agora busca voos mais altos. As chances de classificação, no entanto, estarão nos pés de Edmilson, artilheiro da equipe no Estadual e um dos principais jogadores da equipe.

CORINTHIANS X PONTE PRETA

O regulamento do Campeonato Paulista proporcionou uma situação curiosa para as quartas. O Corinthians fez a melhor campanha do Estadual, com aproveitamento de quase 90% dos pontos disputados, e, como 'prêmio', vai enfrentar a melhor equipe do Interior, a Ponte Preta. Isto porque as equipes classificadas em cada grupo se cruzam na fase seguinte. O atacante Biro-Biro e o meia Renato Cajá são os destaques da equipe que alcançou a mesma fase na última temporada. 

O confronto que se repetirá pelo Brasileirão, com o retorno da equipe campineira para a elite do futebol nacional, é um dos mais tradicionais do estado. Corinthians e Ponte já fizeram jogos memoráveis, entre eles a decisão de 1977 do Campeonato Paulista. A vitória encerrou jejum de 23 anos do Corinthians, que derrotou a Ponte por 1 a 0 com gol de Basílio, hoje comentarista da Rádio Estadão.

PALMEIRAS X BOTAFOGO

Mais uma vez classificado para as quartas de final do Campeonato Paulista, o Botafogo de Ribeirão Preto tenta surpreender dentro do estádio que recebeu o maior apoio da torcida durante a primeira fase do torneio: o Allianz Parque. Com o retorno de André Santos, o Botafogo tem na criação a melhor arma para enfrentar a renovada equipe palmeirense, que agora já conta com Valdivia e deverá ter a estreia de Cleiton Xavier.

Finalista da Copa São Paulo de Juniores deste ano, o Botafogo ainda terá outro objetivo contra o rival da Capital: recuperar a tradição perdida nos últimos anos e renovar a safra que garimpou talentos como Raí, Sócrates, Boiadeiro e Cicinho para os campos de futebol.

SANTOS X XV DE PIRACICABA

Com a classificação conquistada apenas na última rodada, o XV de Piracicaba terá uma das mais árduas tarefas nesta fase. A centenária equipe do interior paulista precisa apostar na frieza do atacante Paulinho se quiser surpreender o Santos, que mesclou jovens como Geuvânio e Gabigol com experientes talentos como Robinho, Elano, Renato e Ricardo Oliveira. O Santos não perdeu nenhum clássico no início do Paulistão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.