Zenit terá que jogar com portões fechados após invasão de torcedores

Além de decretar a punição ao Zenit, a federação russa estabeleceu derrota aos time por 3 a 0

AE-AP, Agência Estado

14 de maio de 2014 | 15h52

MOSCOU - Três dias depois das cenas assustadoras que aconteceram no gramado do Estádio Petrovsky, no último domingo, a federação russa se manifestou e decretou uma punição ao Zenit. Nesta quarta-feira, a entidade anunciou que o time de São Petersburgo terá que atuar duas partidas com portões fechados na próxima temporada.

No domingo, o Zenit perdia em casa para o Dínamo Moscou por 4 a 2, resultado que lhe tirava a liderança do Campeonato Russo na penúltima rodada. Revoltados, torcedores da equipe invadiram o campo. Os jogadores foram correndo para o vestiário, mas um deles, o defensor Vladimir Granat, do Dínamo, acabou levando um soco na cabeça. A partida foi imediatamente suspensa.

Além de decretar a punição ao Zenit, a federação russa confirmou a derrota do time da casa por 3 a 0, já que a partida não terminou. Outra medida adotada pela entidade foi o fechamento por três partidas, além das duas nas quais os portões estarão fechados, do setor do estádio destinado aos torcedores que participaram da invasão.

Por fim, o Zenit ainda terá um prejuízo financeiro, já que foi obrigado a pagar uma multa de um milhão de rublos (cerca de R$ 63 mil). Para o diretor geral do clube, as medidas foram duras, mas ele prometeu reformar a segurança do estádio. "O clube, com a polícia da cidade, está planejando novas medidas para que nunca mais um ato ilegal como esse aconteça no estádio", comentou.

Tudo o que sabemos sobre:
futinterfutebolZenitCampeonato Russo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.