Zetti exalta trabalho honesto do Paulista

A classificação do Paulista para a decisão do Campeonato Paulista foi a consagração para o técnico Zetti. Os jogadores da equipe de Jundiaí reconheceram o trabalho do treinador e, após a vitória, reuniram-se para jogá-lo para o alto. Tanta alegria não foi suficiente para impedir que ele saísse de campo reclamando, em defesa do seu time, como fez durante toda a partida, mas fez o técnico declarar que, apesar do interesse de alguns clubes, pode ficar após a decisão do Estadual. ?Estou muito revoltado. O Marcos agrediu o Fábio Mello e ficou por isso mesmo?, disse Zetti. O técnico ficou inconformado com o fato do goleiro palmeirense não ter sido expulso. Depois, mais calmo, o técnico do Paulista passou a falar sobre a classificação de sua equipe para a decisão do estadual. ?Este é um grupo jovem, de talento e o que aconteceu foi prova de que trabalho honesto dá resultado. O Paulista tem um projeto grande, que a gente pretende dar continuidade.? Do outro lado, o técnico Jair Picerni saiu de campo conformado depois de uma semana turbulenta. ?Pecamos. Faltou maior concentração na hora das penalidades?, lamentou. Pedrinho, um dos melhores do Palmeiras em campo, estava desanimado. ?Não podemos ser demagogos: estava tudo a nosso favor?, disse o meia, lembrando que o time pegou na trajetória para final equipes de pouca tradição. ?Agora o jeito é a gente ganhar a partida da Copa do Brasil durante a semana ou as coisas vão piorar?, declarou, ciente de que a torcida fará cobranças por títulos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.