Zetti não se arrepende de mudar esquema

O técnico Zetti não se arrependeu de ter alterado o esquema de jogo do Paulista momentos antes da decisão de domingo, quando perdeu por 3 a 1 para o São Caetano, no Pacaembu, na primeira partida da decisão do Campeonato Paulista. Nos treinos da semana ele testou várias possibilidades, mas na hora de enfrentar o time do ABC, o treinador deixou o volante Amaral de fora e escalou o atacante Márcio Mossoró.Com um time mais ofensivo, ele contrariou o que havia dito após os treinamentos da semana com o esquema 4-5-1. Zetti declarou que o seu time iria jogar no mesmo padrão do São Caetano para dificultar a ação do adversário."Eu quis, na verdade, mexer com o esquema deles. O São Caetano joga fechado e sai em alta velocidade para o ataque. Eles sentem dificuldades contra times que jogam assim, como é o caso do Peñarol. Pensei em mudar o esquema, deixar o jogo truncado, mas na hora decidi ir para cima, vencer a partida. Foi assim, infelizmente, que eles venceram, se aproveitando de nossas falhas. Assim como contra o São Paulo e contra o Santos, mas não me arrependi. Entrei para ganhar", garantiu.Com o atacante Márcio Mossoró em campo, o time ganhou mais velocidade, mas perdeu o poder de marcação. "O Márcio cumpriu muito bem seu papel. Ele respondeu muito bem às nossas determinações. Tomamos gols em falhas individuais, mas continuaremos trabalhando para fazer os gols que o time precisa", diz. Com a volta de Izaías, que cumpriu suspensão automática, existe a expectativa de que o time esteja mais bem organizado para tentar ganhar com três gols de diferença.Paraná - O meia Canindé está sendo sondado pelo técnico do Paraná, Paulo Campos, para a disputa do Campeonato Brasileiro. O jogador, no entanto, disse que pretende analisar a proposta somente depois do Paulistão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.