Zetti quer acabar com jejum de gols

O Guarani realiza uma de suas piores campanhas nesse início de Campeonato Brasileiro. Com cinco pontos ganhos, o time ocupa a 21ª colocação, na zona de rebaixamento. Com apenas uma vitória na competição, o técnico Zetti já sabe os pontos em que o time precisa melhorar. A falta de criação e de gols tem sido os maiores problemas. O time tem o pior ataque da competição e não marca há três rodadas. Nas sete rodadas já realizadas, o time bugrino só balançou as redes adversárias em quatro oportunidades. Apenas dois jogadores, Alexandre e Viola - com dois gols cada - freqüentam a tabela de artilheiros. Para tentar reverter a situação, o técnico começou a trabalhar nesta semana treinos de criação de jogada e finalização. "Temos que começar a criar boas oportunidades. As finalizações só serão possíveis a partir de uma jogada bem elaborada", destaca Zetti. O atacante Viola, que renovou seu contrato durante a competição, estreou somente na quarta rodada e marcou os dois gols na derrota por 3 a 2 para o São Paulo, no Brinco de Ouro. Ele também sente a dificuldade do time. "Realmente precisamos trabalhar melhor a bola. Temos bons jogadores para isso. No entanto, a fase não tem ajudado", avalia. E foi justamente contra o São Paulo, no dia 2 de maio, que o time marcou pela última vez. Depois houve um empate em 0 a 0 contra o Atlético-PR, em Campinas, derrota para o Corinthians, por 1 a 0, no Pacaembu, e no domingo passado perdeu para o Juventude, por 2 a 0, em Caxias do Sul-RS. Neste meio tempo, houve o empate sem gols com o Santo André, no ABC, pela Copa do Brasil. Para sair dessa posição incômoda na tabela, o técnico espera que o time crie e transforme as oportunidades em gols já na próxima partida, domingo, às 16 horas, contra o Paraná, no Estádio Brinco de Ouro. O volante Careca, com três cartões amarelos, deve ser substituído por Roberto. Nas demais posições, não há previsão de mudanças.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.