Zico inaugura 1.ª unidade de projeto social próprio

No mês em que Zico comemorou o 56.º aniversário, a comunidade de Quintino, no subúrbio do Rio de Janeiro, ganhou o presente. O maior ídolo do Flamengo continua rolando a bola para as causas sociais e cívicas. O bairro da zona norte da cidade, onde começou sua trajetória de sucesso na infância, recebeu a primeira unidade da Escola Zico 10. Outros 19 centros esportivos beneficentes, com a marca do ex-craque, serão instalados em áreas menos favorecidas do Rio, numa iniciativa que conta com o apoio da prefeitura do município.

FABIO LACERDA, Agencia Estado

28 de março de 2009 | 14h22

Centenas de crianças e adolescentes uniformizados e acompanhados dos pais ovacionaram o filho ilustre quando adentrou o Grêmio Esportivo Vital, neste sábado. Orgulhoso do subúrbio carioca, Zico encara o desenvolvimento do projeto como um sonho, sobretudo, para ele e os pais das crianças. Na cerimônia, o ídolo do Flamengo ressaltou a importância social e educacional da ação.

"É um prazer dar oportunidade às pessoas do bairro. Fui e sou muito feliz aqui. O projeto vai gerar jogadores, engenheiros, arquitetos entre outras profissões. Todos os alunos devem saber das obrigações em casa para seguir um caminho de sucesso, de caráter", disse Zico, avisando que os profissionais competentes do projeto vão avaliar o desempenho escolar das 500 crianças das rede municipal e estadual.

Gratificado pela idolatria dos alunos - pela faixa etária, nenhum deles acompanhou a carreira futebolística do ex-jogador -, Zico recebeu o secretário municipal de Esportes e Lazer, Francisco de Carvalho, e deu a entender que o entrosamento com o projeto da prefeitura de fazer o esporte como ferramenta de lapidação humanitária é o objetivo imediato.

"Uma das recompensas do futebol é ver o carinho dessas crianças por mim, que nasceu através dos pais, dos familiares. Está sendo uma satisfação e a realização de um sonho atender onde eu nasci, cresci e construí minha vida. Futebol e educação devem caminhar juntos" comentou Zico, que finalizou o evento promovendo um duelo entre o Masters do Flamengo e o Juventude, time de futsal do bairro formado por amigos e familiares.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolZicoprojeto social

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.