Zico lamenta estréia desastrosa em Copas como técnico

A estréia de Zico como técnico em uma Copa do Mundo não poderia ter sido mais amarga. Ocorreu o que ele mais temia. O Japão não soube manter a concentração e segurar a vantagem. Pior: perdeu o jogo para a Austrália em apenas oito minutos, justamente os finais. E ainda saiu de campo com saldo negativo de dois gols, o que praticamente elimina os nipônicos, mesmo com dois jogos ainda por fazer. Zico lamentou o fato de sua equipe não ter aproveitado as chances para definir o jogo no segundo tempo, quando a desesperada Austrália deu chances para o Japão contra-atacar. Mas não perdeu tempo procurando justificativas para encobrir as deficiências de sua equipe. ?Não soubemos administrar a vantagem. A Austrália foi para o tudo ou nada, se abriu, nos deu oportunidade e nós desperdiçamos", disse. Também não se apegou à desculpa de que o calor prejudicou seu time. ?O calor prejudicou a Austrália também. Jogar neste horário (3 horas da tarde na Alemanha), com esse calor (mais de 30º C) é errado. Mas nós sofremos porque erramos muito. Quando você erra, se desgasta mais". O técnico do Japão reconheceu que a diferença física entre os baixinhos e mirrados japoneses e os altos e fortes australianos foi uma dificuldade a mais para o seu time. ?A gente sabia que eles iriam jogar procurando o corpo a corpo, alçando bolas na área. E treinamos bastante, mas às vezes não tem como neutralizar, eles acabam levando vantagem. Mas ganhamos muitas bolas também", lembrou. Zico admitiu que a derrota e o saldo negativo de dois gols dificultam bastante as chances de classificação do Japão. Mas não joga a toalha. ?Vamos trabalhar. Temos mais duas partidas. Na Copa das Confederações, perdemos a primeira (2 a 1 para o México), ganhamos a segunda (1 a 0 da Grécia) e quase nos classificados (o 2 a 2 com o Brasil eliminou a equipe). Quem sabe..."O Japão enfrenta a Croácia no próximo domingo e joga no dia 22 com o Brasil. O goleiro Kawaguchi, que fez cinco boas defesas, mas saiu mal no lance do gol de empate dos australianos, resumiu o motivo da derrota japonesa: ?Perdemos a concentração".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.