Zico quer Sócrates na CBF

Dizendo-se "eticamente impedido" para ser o presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), porque é dono do clube CFZ, o ex-jogador Zico defendeu a candidatura de Sócrates à sucessão de Ricardo Teixeira, na CBF. "Todos aqueles que estão dentro do futebol e que militam no futebol têm que estar preparados para concorrer à Presidência da CBF," alertou o ex-atleta, autor da primeira legislação a permitir a exploração de casas de bingo para o financiamento do esporte. "Por eu ter sido secretário de Esporte, presidente de sindicato, por dirigir um clube, eu me sinto preparado para sentar-me em qualquer cadeira relativa ao futebol", disse Zico. Mas ponderou. "Eticamente eu me considero impedido. Imaginem que como dono de um clube que pode vir a disputar a Primeira Divisão, que deseja disputar um campeonato brasileiro, eu não posso ser presidente da confederação".Para o presidente da CPI do Futebol o senador Álvaro Dias (PSDB-PR) basta que Zico se afaste da direção do CFZ, mas o ex-jogador retrucou. "O senhor imagine a cena, eu sendo presidente da CBF e o meu time disputando a segundo ou a primeira divisão, num jogo decisivo. Aí acontece um erro de arbitragem a favor do meu time. O quê não iriam pensar de mim, como presidente da CBF?" questionou.Mas quando Álvaro Dias perguntou o que Zico acha da anti-candidatura do ex-jogador Sócrates, à Presidente da CBF, Zico lembrou que o líder da democracia corintiana "é uma voz importante no futebol, e que tem uma experiência suficiente, porque além de jogador ele sempre teve uma postura importante sobre o futebol". Ao concluir o seu argumento, Zico defendeu a ampliação no Colégio Eleitoral da CBF, "incluindo até mesmo ex-atletas como Sócrates, por exemplo", disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.