Zico será embaixador de candidatura japonesa para Copa

O Japão convocou a ajuda de técnicos com passagem pela seleção, como Zico e Ivica Osim, para apoiarem a candidatura do país aos Mundiais de 2018 e 2022. Em 2002, o Japão sediou a Copa do Mundo junto com a Coreia do Sul e agora pretende hospedar o evento sozinho.

AE-AP, Agencia Estado

27 de janeiro de 2010 | 11h58

A Associação de Futebol do Japão disse nesta quarta-feira que Zico, Osim e Phillippe Troussier irão fazer parte de um grupo de embaixadores, que terão como objetivo ajudar o país a receber o principal evento do futebol mundial.

Um dos responsáveis pela popularização e profissionalização do futebol no Japão, Zico defendeu o Kashima Antlers no país. Ele dirigiu a seleção entre 2002 e 2006, além de ter passado pelo comando do time japonês.

Guido Buchwald, técnico do Urawa Reds, e Shunsuke Nakamura, jogador do Espanyol, serão outros dos embaixadores da candidatura japonesa, que tem Estados Unidos, Austrália, Inglaterra, Indonésia, Japão, México, Rússia, Catar, Coreia do Sul, Portugal/Espanha e Holanda/Bélgica como concorrentes a receber a Copa do Mundo de 2018 ou 2022. O comitê executivo da Fifa vai se pronunciar em dezembro.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCopa do MundoJapãoZico

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.