Rodrigo Jimenez/EFE
Rodrigo Jimenez/EFE

Zidane diz que não vê Real sem Cristiano Ronaldo e minimiza risco de demissão

Técnico está sendo pressionado pelos resultados ruins na atual temporada

Estadão Conteúdo

17 Janeiro 2018 | 13h46

A péssima fase do Real Madrid voltou a levantar os rumores de que Cristiano Ronaldo pode deixar o clube em um futuro próximo. Nesta quarta-feira, na véspera do primeiro duelo com o Leganés pelas quartas de final da Copa do Rei, a possibilidade foi tema recorrente na entrevista coletiva do técnico Zinedine Zidane. E ele rejeitou essa chance, afirmando que não consegue ver a sua equipe sem o português.

+ Ronaldo afirma que era mais difícil ser melhor do mundo quando jogava

"Sabemos o que se fala fora, mas o que Cristiano tem a fazer é pensar em jogar, como sempre. Eu só quero falar sobre o seu desempenho e o que pode trazer para a equipe no campo. Cristiano está em seu clube, onde ele deve estar. O clube, a torcida e todas as pessoas o amam. Eu sempre digo o mesmo, não vejo um Madrid sem Cristiano. A parte esportiva é a que mais me interessa. Falamos sobre isso em um momento um pouco difícil da equipe, mas continuaremos pensando que as coisas vão mudar", disse.

Nos últimos dias, cresceram os rumores na imprensa espanhola de que Cristiano Ronaldo poderia voltar ao Manchester United, clube que o negociou com o Real Madrid em 2009. Além disso, as publicações afirmam que o time não tem interesse em renovar o contrato do jogador, que se encerrará em 2021 e estaria no "mercado".

Se Cristiano Ronaldo pode estar com o futuro incerto, a situação de Zidane também não é diferente. Afinal, após ter sucesso em temporadas recentes, ele vive um momento complicado no Real Madrid, praticamente alijado da briga pelo título do Campeonato Espanhol. Mas ele garante que não pensa no risco de ser demitido.

"Não imagino nada, vivo o dia-a-dia e não vou mudar. A situação é a que temos hoje. Nos dois anos em que estou aqui, ganhamos muitas coisas e sempre disse o mesmo. Sei qual é a situação e como está o clube", comentou Zidane, que evitou revelar se poderá mudar o time para o duelo com o Leganés, fora de casa.

"Não vou dizer como vamos jogar. Eu conto com todos, como sempre. Todos os jogadores são importantes e, amanhã, você verá como vamos usá-los. Conto com todos até o final", concluiu o técnico do Real Madrid.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.