AFP Photo/ Curto de la Torre
AFP Photo/ Curto de la Torre

Zidane e Sergio Ramos defendem Benzema antes de jogo do Real na Liga dos Campeões

Atacante francês foi criticado por atuação no empate com o Barcelona

Estadão Conteúdo

06 de dezembro de 2016 | 12h43

Um dia antes de o Real Madrid receber o Borussia Dortmund em duelo que valerá a liderança do Grupo F da Liga dos Campeões, o técnico Zinedine Zidane e o zagueiro Sergio Ramos saíram em defesa de Karim Benzema, nesta terça-feira, nas entrevistas coletivas que concederam com vistas ao confronto decisivo.

O atacante francês foi alvo de críticas por causa de sua atuação apagada no empate por 1 a 1 com o Barcelona, no clássico do último sábado, no Camp Nou, onde o time madrilenho acabou assegurando a igualdade graças a um gol marcado por Sergio Ramos aos 45 minutos do segundo tempo.

Apesar do sofrimento do Real para não sair derrotado do campo e assim manter a larga vantagem de seis pontos sobre o Barça na liderança do Espanhol, Zidane reafirmou a confiança no futebol de seu compatriota para o duelo desta quarta-feira, às 17h45 (de Brasília), contra o Borussia Dortmund, no Santiago Bernabéu, onde a equipe merengue precisa vencer para terminar a primeira fase da Liga dos Campeões na liderança do Grupo F.

"Não estou preocupado (com a atual fase de Benzema) porque sei que sempre ele pode nos dar mais, como todos. Ele treina bem e há jogos em que precisamos mais dele, mas trabalha sempre e tenta fazer o melhor em cada partida. Cada dia trabalha de forma espetacular. Nem sempre podemos obter um rendimento excelente e sempre se pede mais por sua qualidade espetacular", ressaltou Zidane.

O treinador admitiu que no clássico em Barcelona "se esperava mais" do atacante francês, mas lembrou que recentemente o jogador fez um gol em uma vitória do Real na Liga dos Campeões e enfatizou que "não vai julgá-lo por um jogo em que esteve um pouco pior".

Sergio Ramos, por sua vez, disse ser um "defensor pessoal" de Benzema por qualificá-lo como um atacante diferenciado e que "por isso está no Real Madrid". "Como acontece a todos, ele não pode estar continuamente com uma nota dez. A nível físico, pode ter quedas em campo, mas todos nós confiamos nele. Acabará metendo gols em sua melhor versão e mudando a opinião de muita gente como vem fazendo há muitos anos", afirmou o defensor, alfinetando os críticos do goleador francês.

Com 11 pontos na vice-liderança do Grupo F da Liga dos Campeões, o Real já assegurou classificação às oitavas de final. Porém, quer avançar como líder da sua chave para ter a vantagem de atuar em casa no confronto de volta do mata-mata. Com 13 pontos, o Borussia Dortmund precisa apenas de um empate para assegurar a ponta da chave.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.