Paul White/AP
Paul White/AP

Zidane festeja melhora no desempenho ofensivo do Real Madrid

Equipe do técnico francês marcou 26 gols nos últimos seis jogos

Estadão Conteúdo

23 de fevereiro de 2018 | 18h10

O técnico do Real Madrid, o francês Zinedine Zidane, se mostrou contente com a melhora no rendimento do time nos últimos jogos, o que ajudou a trazer de volta os bons resultados. Ele festejou o poderia ofensivo dos seus comandados, que marcaram 26 gols nos últimos seis jogos.

+ La Coruña perde pênalti, empata e continua sem marcar com Seedorf

O forte ataque do time merengue, que tem Benzema em mau momento, mas vem contando com a ajuda dos jovens atacantes Asensio e Lucas Vásquez, que costumam sair do banco de reservas para ajudar a mudar o panorama das partidas, chegou a 26 gols nos últimos seis jogos do Campeonato Espanhol com as vitórias por 3 a 1 no Leganés, 5 a 3 no Betis, 5 a 2 na Real Sociedad, 4 a 1 no Valencia, 7 a 1 no La Coruña e o empate com o Levante em 2 a 2. Além disso, balançou as redes outras três vezes no triunfo em casa por 3 a 1 sobre o Paris Saint-Germain, pela Liga dos Campeões da Europa.

"Estou orgulhoso do time e de tudo o que estamos fazendo. Temos personalidade e personalidade. Fazer 26 gols em seis jogos é muito bom e queremos continuar com esta boa marca", disse o treinador em entrevista coletiva nesta sexta-feira.

Zidane disse que não pensa no confronto decisivo contra o Paris Saint-Germain, marcado para o dia 6 de março, e afirmou que o foco, no momento, está no Campeonato Espanhol e no Alavés, o próximo adversário. "Só penso no jogo de amanhã (sábado), em jogar uma boa partida e ganhar os três pontos. Nada mais", disse. "Sabemos que Alavés mudou de treinador e que ganhou quatro de seus últimos cinco jogos contra rivais muito bons", acrescentou.

No entanto, no final da entrevista coletiva, o treinador admitiu que assistirá à partida do Paris Saint-Germain contra o Olympique de Marselha, neste domingo, pelo Campeonato Francês. "Eu vou ver isso porque eu gosto desses jogos e eu gostaria de ver como Marselha começa a partida fora de casa, em Paris", afirmou.

Acusado pela imprensa espanhola de humilhar o meia Dani Ceballos por tê-lo colocado nos acréscimos da última partida, o que fez com que ele jogasse apenas 29 segundos, Zidane disse lamentar a situação e prometeu mais minutos em campo ao jogador.

"Eu me senti mal e lamento muito. Eu não gosto de tirar um jogador de 30 segundos, mas aconteceu no outro dia. Estou encantado com ele porque ele é encantador e trabalha, ele é jovem e tem que aprender. Ele tem que continuar trabalhando e pensando que ele terá minutos", explicou.

Sobre Gareth Bale, Zidane explicou que não escalou o galês entre os titulares contra o Leganés pela questão física e disse que pensa sempre na equipe coletivamente. "O importante é que ele está bem e treina bem. Ele está envolvido e quero vê-lo 100%. Não quero perder novamente. Há muitas coisas por trás, mas certamente desempenhará um papel importante", comentou. "Ele é um jogador importante neste time e sempre será. Há jogadores que quase nunca jogam, mas treinam todos os dias e eu realmente me importo com esses jogadores porque acredito no grupo. Todos são indiscutíveis, mas penso na equipe e e eu quero que meus jogadores estejam 100% saudáveis", concluiu o treinador.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.