Fernando Alvarado/EFE
Fernando Alvarado/EFE

Zidane se diz 'indignado com quem fala de roubo' em classificação do Real

Técnico rejeita tese de que pênalti sofrido por Lucas Vázquez foi mal marcado e vê duelo 'igual' contra o Bayern

Estadão Conteúdo

14 de abril de 2018 | 09h14

O técnico Zinedine Zidane escancarou sua insatisfação com as reclamações sobre arbitragem na classificação do Real Madrid diante da Juventus, nas quartas de final da Liga dos Campeões. Neste sábado, véspera da partida contra o Málaga pelo Campeonato Espanhol, o francês reclamou muito das insinuações de que o time italiano teria sido "roubado" no duelo da última quarta.

+ Mais notícias da Liga dos Campeões

+ Na luta por vaga na Liga Europa, Sevilla e Villarreal empatam pelo Espanhol

+ Mais notícias do Campeonato Espanhol

"Todo mundo pode opinar muitas coisas, isto eu não vou discutir. Mas quando as pessoas falam de roubo... Afinal, o que dizemos afeta muita gente. Não podemos mudar, vou defender os meus. Merecíamos classificar, sem dúvida. As pessoas opinam, eu não respondo. Não só aqui, mas também a imprensa estrangeira. Nós fomos muito bem e estamos nas semifinais", comentou.

Após vencer por 3 a 0 na ida, em Turim, o Real foi surpreendido em casa pela Juventus, que devolvia o placar até os acréscimos do segundo tempo, quando Cristiano Ronaldo marcou de pênalti. No lance da infração, Lucas Vázquez disputou com Benatia e, ao ser tocado nas costas, caiu. O lance gerou muita reclamação do time italiano, inclusive de Buffon, que foi expulso, e repercussão na imprensa mundial.

"As pessoas que dizem que foi um roubo, isto me deixa indignado. Seguimos com nosso trabalho. Pode escrever, falar, mas ninguém muda a história deste clube, que é o melhor. Não me parece normal o que se criou. Foi pênalti. A Juventus fez uma boa partida, mas conseguimos marcar. O que aconteceu nestes três dias foi exagerado", considerou.

Apesar das polêmicas, o Real avançou às semifinais e agora vai encarar o Bayern de Munique, mesmo adversário que bateu nas quartas da temporada passada. Apesar deste retrospecto, Zidane não vê o time espanhol em vantagem diante do rival alemão.

"O Bayern está melhor este ano", avaliou. "Como sempre, e ainda mais neste nível de competição, vamos jogar contra uma equipe muito boa. Não temos vantagem de nada. Se há alguma, é jogar a partida de volta em casa. Tirando isso, é 50% para cada lado."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.