Zinedine Zidane diz que sente saudades dos campos

Ex-camisa 10 da seleção francesa não lamenta aposentadoria, mas diz que sente falta dos gramados

Efe

12 de janeiro de 2008 | 15h35

O francês Zinedine Zidane, aposentado do futebol profissional desde a Copa do Mundo de 2006, disse não lamentar o fato de ter pendurado as chuteiras, mas que sente saudades dos campos e que, embora tenha recebido propostas para voltar a jogar, não o fará.   Em entrevista publicada neste sábado pela revista francesa "L'Equipe Magazine", o ex-meio-campo admite que, depois de 17 anos jogando como profissional, sentiu uma "ruptura" quando parou de atuar. Segundo ele, a adrenalina da competição e "a pressão da partida, da vitória, agora" fazem falta.   Zidane conta ainda que recebeu propostas para voltar a jogar, mas que não quer retornar aos gramados e que sua decisão foi resultado de um processo de reflexão. Por isso, responde que não pretende calçar as chuteiras profissionalmente outra vez: "Sinto saudades do campo, mas não lamento a decisão que tomei".   No entanto, quando perguntado sobre o que fará nos próximos seis meses, Zidane diz que ainda não tem nada em mente. "Eu gostaria de voltar ao futebol. Mas não sei dizer de que forma", declarou. O ex-craque acrescentou que esse retorno pode acontecer na cidade francesa de Marselha, onde nasceu, mas não no Olympique, o time local de maior destaque.   "Tenho um projeto em Marselha que quero iniciar com meus irmãos e amigos. A idéia é construir pequenos campos de grama sintética", que, segundo Zidane, são poucos em sua cidade natal. "O projeto consistiria na criação de um verdadeiro complexo esportivo para o futebol urbano", explica o ex-jogador.

Tudo o que sabemos sobre:
Seleção francesaZidane

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.