Zinho pode igualar recorde de Andrade

O armador Zinho acredita estar vivendo uma "volta por cima" em sua carreira depois de no ano passado fazer parte do grupo do Palmeiras, que caiu para a segunda divisão do Campeonato Brasileiro. Substituto natural do meia Alex, que está suspenso pelo terceiro cartão amarelo e de fora da partida contra o Paysandu, no próximo domingo no Mineirão, Zinho poderá conquistar em campo o seu quinto título de campeão brasileiro, igualando o recorde do ex-meio campista do Flamengo, Andrade. Se vencer, o Cruzeiro assegura, com duas rodadas de antecedência, a conquista do título inédito. Aliado a isso, o armador disse que também se sente aliviado pela ascensão do Palmeiras à Série A do Brasileirão. "Se torna um momento especial para mim porque é uma volta por cima, queira ou não queira, e culminou também porque o Palmeiras acabou subindo. Então isso me trouxe uma felicidade muito grande", destacou. "Ver o Palmeiras de novo na primeira divisão dá um certo alívio. De repente eu posso ser campeão brasileiro e se o Palmeiras continuasse na segunda, a minha alegria não seria tão completa". Aos 36 anos, Zinho já quebrou este ano o recorde de partidas disputadas na história da competição, que pertencia ao ex-corintiano Wladimir. "Só falta esse título para que o ano termine tranqüilo, feliz, com tudo nos seus devidos lugares". Hoje, na reapresentação do grupo, na Toca da Raposa, o técnico Vanderlei Luxemburgo não adiantou quem irá substituir Alex. Sandro e Márcio seriam as únicas opções do treinador, que no entanto não deixou de ressaltar as qualidades de Zinho. "Ele foi contratado pela experiência e pela sua qualidade. Eu sabia que o Zinho seria uma pessoa importante no elenco". Troféu - O presidente do Cruzeiro, Alvimar de Oliveira Costa disse que caso a equipe mineira confirme o título neste domingo, os jogadores não poderão dar a volta carregando a taça. Segundo ele, a diretoria celeste consultou a Confederação Brasileira de Futebol e foi informada que o troféu só será entregue na última rodada. O Cruzeiro encerra sua participação no campeonato enfrentando o Bahia, em Salvador no dia 14 de dezembro. "É a primeira vez que se disputa um Campeonato Brasileiro em pontos corridos e, como na Europa, a taça só será entregue na última partida. Se o Cruzeiro consolidar a conquista no domingo, vai depender da criatividade dos jogadores se vai ter volta olímpica ou não", afirmou Alvimar em entrevista à Rádio Itatiaia.Venda antecipada - Os ingressos para o jogo contra o Paysandu começarão a ser vendidos quinta--feira. A capacidade do Mineirão que é atualmente de 82 mil pessoas será reduzida para cerca de 70 mil devido a demarcação e a numeração dos lugares na arquibancada, conforme prevê o estatuto do torcedor. A diretoria do Cruzeiro decidiu na semana passada custear a instalação de um sistema de monitoramento dentro e fora do estádio com câmeras, outra exigência do estatuto. O equipamento será alugado para os dois jogos que o time mineiro fará em Belo Horizonte no restante do Brasileirão. Depois da equipe paraense, o Cruzeiro enfrenta o Fluminense.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.