Zinho: recorde de 330 jogos em Brasileiros

O veterano armador Zinho está se especializando em quebrar recordes relacionados ao futebol brasileiro. No próximo domingo, quando entrar em campo, no Mineirão, contra o Juventude, o atleta do Cruzeiro estará completando nada menos que 330 jogos em campeonatos brasileiros. Ao atingir tal marca, ele irá igualar o recorde do ex-lateral do Corinthians, Vladimir. Aos 36 anos, Zinho diz que o feito é uma motivação a mais para continuar jogando. "Estou super motivado com esse recorde. É uma coisa que vai ficar marcada na minha vida". Ele garante, porém, que nunca estipulou o recorde como uma meta a ser alcançada. "Foi algo natural, nunca fui ligado muito a estatísticas". Em 329 partidas disputadas pelo Brasileirão, Zinho alcançou 157 vitórias, contra 83 derrotas e 89 empates. Foram ao todo 15 campeonatos, 44 gols, 43 cartões amarelos e quatro vermelhos. A maioria dos jogos fez vestindo a camisa do Flamengo (133), clube onde iniciou sua carreira, e do Palmeiras (124). E foi justamente por estes clubes que o armador conquistou seus quatro títulos de campeão brasileiro - Flamengo, 1990 e 1992, e Palmeiras, 1993 e 1994. Pelo Grêmio, foram 51 partidas.Zinho, a exemplo de todo o grupo cruzeirense, é precavido ao avaliar o favoritismo do time celeste para a conquista do atual campeonato - que seria o quinto de sua carreira, outro recorde -, apesar dos 12 pontos a mais que o segundo colocado, o Santos. "Só vou comemorar depois do último jogo".O armador decidiu reunir no Mineirão os pais e boa parte de seus familiares, que moram no Rio, para comemorar o feito. Ele diz que ainda não pensa em parar e que vai continuar jogando enquanto estiver sentindo prazer. "Enquanto estiver bem comigo mesmo, vou continuar", salienta Zinho, que faz questão de agradecer ao "carinho" que recebeu do clube e da torcida cruzeirense. Pelo clube mineiro, o armador já fez 21 jogos pelo Brasileirão deste ano e marcou um gol.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.